Na sequência de fatos que demonstram a falência do transporte coletivo de Sorocaba, prefeito ouve sugestão: implantação de linhas de circulação rápida, onde ônibus sai da origem e chega ao seu destino com alguns poucos pontos no trajeto

FalePrefeitoAfirmei em postagem anterior que o sistema de transporte coletivo (ônibus) de Sorocaba está falido levando em conta o resultado da 7ª edição do Desafio Intermodal, organizado pela Urbes que leva em conta o tempo de deslocamento e o conforto do usuário. Os concorrentes dos ônibus nesse desafio foram bicicleta, motocicleta, táxi, carro particular e caminhada – sendo que num desses trajetos quem saiu a pé chegou 20 minutos antes do quem saiu de ônibus. Isso mesmo, a pé se chegou mais rápido que o ônibus. Fora que entre os veículos, os ônibus tem o pior desempenho em qualquer comparação.

E, demonstrando o quanto esse tema mexe com o sorocabano, que espera uma solução rápida para o problema (a Urbes informa que a saída será o BRT – tema de postagem anterior), na retomada do programa “Fale com o Prefeito”, onde cinco cidadãos sorocabanos foram recebidos na tarde de quarta-feira (29/11) pelo prefeito Crespo, em seu gabinete no sexto andar do Paço Municipal, uma das idéias apresentadas visa atender com eficiência, eficácia e rapidez ao usuário dos ônibus.

Essa sugestão partiu do engenheiro aposentado Antônio Eugênio Mayor, de 84 anos. Preocupado com o sistema de transporte coletivo da cidade, ele sugeriu a implantação de linhas alternativas de circulação rápida, em que determinados ônibus saem do seu ponto de origem e chegam ao seu destino sem paradas, ou com apenas alguns poucos pontos no trajeto, conforme verificou em alguns países que visitou, como Colômbia, Chile e Venezuela.

O bom é que o prefeito Crespo se comprometeu a encaminhar a sugestão para a Urbes – Trânsito e Transportes para os devidos estudos de viabilidade. Estarei atento a esse tópico.

Outros temas do Fale com o Prefeito

O aposentado João Élio da Silva, de 65 anos, morador do Jardim Gutierres, pediu a intervenção do prefeito devido aos transtornos que vem sofrendo desde que uma fábrica de uniformes foi instalada ao lado de sua casa, provocando ruídos e mau cheiro proveniente de produtos químicos utilizados. O caso, explicou José Crespo, será encaminhado para fiscalização e providências pela Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins.

Por sua vez, a analista financeira Tayse Gomes Santos, moradora do bairro Nova Aparecidinha, apresentou fotos ao prefeito mostrando o estado da rua onde reside – José Francisco Afonso Marins -, que se encontra com o pavimento asfáltico deteriorado e com buracos. A resposta do prefeito para a munícipe foi a de que a empreiteira responsável pela obra será acionada, para que execute os reparos necessários ou refaça a obra. Tayse também reivindicou contêineres de lixo para a sua rua e obteve a resposta de que será atendida nesta nova fase de conteinerização que a Prefeitura está colocando em prática.

Também com reivindicação relacionada ao transporte, Adilson Nunes de Souza, morador do Ibiti, solicitou o auxílio do prefeito para fiscalização mais efetiva do serviço de motofrete da cidade, que segundo explicou é prejudicado por profissionais que não obedecem à regulamentação da categoria, cobrando valores menores e trabalhando com veículos sem condições de uso e com risco iminente de acidentes. Também neste caso, a reivindicação será encaminhada para a Urbes para as providências.

Concluindo mais uma edição do “Fale com o Prefeito”, José Crespo recebeu José Ribamar Oliveira, que apresentou diversas reivindicações de melhorias para o bairro de Brigadeiro Tobias. Na área da saúde, José Ribamar se mostrou preocupado com a possível desativação da Unidade Básica de Saúde local, boato que o prefeito rebateu de pronto, explicando que não apenas será mantida, como receberá melhorias em seu atendimento à população, com o novo plano de gestão em saúde que em breve será apresentado para a cidade como um todo. No que diz respeito à pavimentação das ruas do bairro, José Crespo explicou que a solução será a adoção do sistema por adesão, em que o poder público responde por parte dos custos e os moradores pelo restante, com o valor sendo amortizado ao longo de 48 meses.

O “Fale com o Prefeito” acontece toda última quarta-feira do mês e para participar o interessado deve se inscrever pelo portal da Prefeitura de Sorocaba – www.sorocaba.sp.gov.br  – ou diretamente no link https://servicos.sorocaba.sp.gov.br/agenda_prefeito/#/ .