Na vaia sofrida por governador em Sorocaba, o encontro de dois primos em lados opostos

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) entregou viaturas e equipamentos para o Corpo de Bombeiros da região, em evento no estacionamento do Paço Municipal, em Sorocaba, na semana passada. No momento em que o governador faria uso da palavra, um grupo de professores iniciou um protesto com apitos, vaias e gritos, reivindicando aumento salarial e investimentos na educação. A curiosidade ficou por conta de um encontro inusitado, a do coronel Wagner Tardelli, comandante do CPAI-7 (Comando de Policiamento de Área do Interior), com base em Sorocaba, e de seu primo, o professor Alexandre Tardelli, membro da Apeoesp (Sindicato dos Professores da rede pública do estado de São Paulo) de Sorocaba. Quem presenciou a cena viu a cordialidade de ambos, mas não deixou de sentir que a cena foi no mínimo inusitada entre um defensor do governador e de um cobrador.

Comentários

Leia também