Namorado diz que seu trato com a prefeita será como o dos demais vereadores

A prefeita Jaqueline Coutinho – que na tarde de segunda-feira havia se reunido com um grupo de vereadores na sala da presidência – participou na manhã desta terça-feira, 6, do início da 44ª sessão ordinária da Câmara Municipal e reafirmou o seu interesse em estreitar a relação entre Executivo e Legislativo.

A prefeita foi recepcionada pelo presidente Fernando Dini (MDB) e em seguida utilizou a tribuna. “Mais uma vez obrigada pela demonstração de respeito por esta Casa”, saudou o presidente. A chefe do Executivo afirmou que seu perfil prima pelo trabalho em equipe. “Eu espero hoje e, efetivamente, tenho certeza que irá acontecer, dentro do propósito que eu e todos nós nos dispusemos, que iremos trabalhar juntos, sem vaidade e sem questões político-ideológicas”, afirmou.

A prefeita também afirmou que deve trabalhar com um cenário realista, sem falsas promessas. “A população está cansada de ouvir falar, de promessas que não se realizam. Eis porque a classe política se encontra em descrédito hoje”, afirmou, destacando ainda que o fato de ter sido alvo de uma CPI, não irá interferir em seu relacionamento com a Casa. Segundo Jaqueline Coutinho o diálogo com os parlamentares deverá ser direto, sem intermediários.

Namorado sem privilégio

Após sua manifestação na tribuna, a prefeita recebeu a saudação dos parlamentares, que também levantaram algumas situações urgentes aguardadas pela população. E um dos mais esperados foi o de Hudson Pessini, namorado de Jaqueline Coutinho. Ele tratou em sua fala, justamente, dessa questão: “como vereador, meu relacionamento com a prefeita será o mesmo dos demais parlamentares”.

Manifestações dos vereadores

A vereadora Iara Bernardi (PT), cobrou uma exposição transparente da situação orçamentária do município.

Em seguida, Vitão do Cachorrão (MDB) parabenizou a postura da prefeita, principalmente pelo chamamento de novos médicos concursados e pela dispensa da assessora de Brasília. O vereador cobrou ainda ações para combater os furtos nas unidades de educação e compra de ambulâncias.

O Eng. Martinez (PSDB), Silvano Junior (PV) e Fausto Peres (Podemos) também falaram sobre a importância dos novos médicos para a rede de Saúde.

Francisco França (PT) demonstrou preocupação com os custos do BRT e solicitou uma reavaliação da prefeita sobre a viabilidade do projeto.

João Donizeti (PSDB) reforçou que o interesse dos vereadores é criar uma agenda positiva em prol da cidade. Citou ainda, como um dos problemas urgentes, a falta de vacinas na rede, como a do sarampo.

Em seguida, Irineu Toledo (PRB) falou sobre as dificuldades que a prefeitura deve enfrentar e que o momento pede um pacto em benefício do Município.

O vereador Hélio Brasileiro (MDB) disse que não pôde participar da reunião desta segunda-feira, devido a compromissos profissionais, reafirmando ser um aliado em todas as questões importantes para o Município. Assim como Iara, o parlamentar afirmou que a prefeita irá receber a prefeitura em uma situação financeira difícil.

Já o Pastor Apolo (PSB) parabenizou a prefeita pela disposição ao trabalho em equipe, assim como Wanderley Diogo (PRP) e Luís Santos (PROS) que reafirmaram a parceria de seus mandatos com a Prefeitura.

Já Anselmo Neto (PSDB) salientou o bom senso e atuação comedida de Jaqueline ao assumir o cargo de prefeita.

Em seguida, Cintia de Almeida (MDB) lembrou que o Governo, para o qual foi eleita Jaqueline como vice-prefeita, realizou 520 obras e inaugurou 13 creches, solicitando ainda da prefeita e implantação do posto piloto de coleta de leite humano.

Já Rodrigo Manga (DEM) citou verbas conquistadas por meio de emendas parlamentares, solicitando a atenção da prefeita para que sejam utilizadas na pavimentação do Parque São Bento e em benefício da Policlínica e Santa Casa.

Concluindo as manifestações, o vereador Renan Santos (PCdoB) ressaltou que Sorocaba necessidade de estabilidade política.

Comentários

Leia também