No calor do comentário ao vivo na rádio, sempre feito de improviso, chamei vereadores de bobo. Por mais bobos que possam ser, a lei não permite que isso seja dito. Chamar de bobo não é uma crítica política, por isso me desculpei

TrioVereaRadioFalei que os vereadores Crespo, Marinho Marte e Irineu Toledo eram bobos por desafiarem o jornalista Urbano Martins a provar o que disse um comentário que fez na ITV sobre a quantidades de CPIs em andamento no Legislativo sorocabano. Obviamente que a legislação nega este direito a qualquer um. Por mais bobos que possam ser, a lei não permite que isso seja dito. É o típico caso de injúria. Por isso antecipadamente me desculpei com todos eles. No calor do raciocínio e do improviso do que se fala ao vivo na rádio alguns argumentos fogem do bom senso. Chamar de bobo não é uma crítica política, por isso me penitenciei. Mas entender que a CPIs sem conclusão funcionam como palanque é um direito que expressei e sustento. Entender que muitas CPIs da Câmara de Sorocaba são uma vergonha, como disse Urbano, é um direito dele. Marinho, Crespo e Carlos leite representaram o Legislativo na entrevista e sustentaram que não cabe a eles condenar ninguém na CPI, mas levantar perguntas e que o Ministério Público possa encontrar elementos para levar o foco da CPI para a justiça. Na tarde desta terça, com atraso de um ano, a CPI do Lixo chegou ao fim com o relatório de Carlos Leite e Crespo. A CPI da Merenda também chegou ao fim.

Comentários

Leia também