Para tucanos, intenção é diferente de ação e vêem coerência em decisão

JLmartinMartinez deu sustentação à fala do presidente do diretório municipal dos tucanos na sessão da Câmara

Em postagem de ontem neste blog, afirmei que o vídeo postado pelo presidente do diretório municipal do PSDB, João Leandro da Costa Filho, manifestando que o partido que ele representa é totalmente contrário à criação da Taxa de Iluminação e afirmando que o prefeito Crespo é incoerente ao criar essa taxa, pois foi contra a criação dela em 2013, no governo Pannunzio.

Eu defendi que a incoerência é do PSDB afinal quando governo quis a taxa e agora que não é se diz contra.

João Leandro, pessoa da qual enfatizo o respeito que tenho por ele, contesta meu raciocício lembrando que o governo Pannunzio nunca mandou projeto criando a CIP e que em 2013 Crespo apresentou um projeto proibindo o prefeito de apresentar projeto criando a Taxa. João Leandro tem razão, o projeto não foi mandado, mas isso é um detalhe. O que está em jogo não é a ação (que não foi feita com o envio do projeto em 2013), mas a intenção do governo do PSDB que é factual e verdadeira. Aí, insisto, vejo a incoerência.

João Leandro entende que não e teve sua posição reforçada na sessão da Câmara de Vereadores de hoje pelo líder do partido, vereador Engenheiro Martinez que disse ser contrário a criação da Taxa de Iluminação e que nunca o seu partido enviou o projeto para cria-la.