Pesquisa constata mudança de hábito e consumo dos sorocabanos

Com a Covid-19 os consumidores sorocabanos mudaram os seus hábitos de compra e consumo. Muitas destas mudanças serão perenes e farão parte do “novo normal” que já começa a se delinear.

Essa é apenas uma das conclusões do relatório da pesquisa “Mudanças de hábitos de compra e consumo do sorocabano” realizada entre os dias 28 de abril a 03 de maio na cidade de Sorocaba conclui Victor Trujillo – Diretor Geral do Ipeso Instituto de Pesquisa, o mais tradicional da cidade.

Segundo o relatório da pesquisa, o maior desafio para todo gestor de marketing e comunicação é ser contemporâneo ao seu consumidor e, em um momento de tantas mudanças este desafio se apresenta ainda maior. Para Trujillo, a pesquisa após o primeiro mês de quarentena, traz um conjunto de dados úteis para balizar decisões de marketing e comunicação.

Resumo do apurado pela pesquisa:

  • 1 em cada 4 trabalhadores sorocabanos foi diretamente afetado pela quarentena no trabalho: foram demitidos ou não podem realizar seu trabalho como autônomo.
  • 85% dos sorocabanos passaram a comprar apenas o essencial.
  • 82% estão fazendo compras menores, em mercados próximos de suas casas.
  • 74% estão comprando menos na padaria.
  • 72% estão comprando menos no açougue.
  • 70% passaram a comprar as marcas mais baratas.
  • Os sorocabanos temem que as restrições sejam mantidas por um período prolongado demais. Porém, os que estão em férias, com contrato suspenso ou trabalhando em casa pensam diferente.
  • Os sorocabanos estão mais sedentários durante a quarentena.
  • Em tempos de quarentena, os sorocabanos aumentaram o tempo gasto nas tarefas domésticas, televisão e Internet.
  • O consumo de água aumentou em 70% dos lares.

 

Método da pesquisa

  1. Pesquisa quantitativa, que utiliza o método descritivo estatístico com entrevistas telefônicas.
  2. Universo Considerado: Composto por todos os sorocabanos, com idades entre 16 e 75 anos, de todas as credos, raças, classes econômicas e moradores em todos os bairros de todas as regiões da zona urbana da cidade de Sorocaba-SP.
  3. Plano Amostral: Foi utilizado o método probabilístico estratificado por região, sexo e idade. Em cada região foram sorteados bairros, em cada bairro foram sorteadas ruas, em cada rua foram sorteados domicílios, em cada domicílio foi entrevistado um único morador.
  4. Margem de erro e Nível de Confiança A amostra de 420 respondentes fornece uma margem de erro de 4,8% com 95% de confiança.
  5. Trabalho de Campo: As entrevistas telefônicas foram realizadas entre os dias 28 de abril e 03 de maio de 2020. Para proteger os consumidores mais vulneráveis não foram entrevistados aqueles (ou morador do domílio) que estavam com sintomas ou tiveram o diagnóstico confirmado ou suspeita de Covid-19.
  6. Checagem e Controle: O Ipeso mantém um rígido controle sobre o trabalho de campo. Todas as entrevistas tiveram supervisão em tempo real. Ao final, 25% das entrevistas foram checadas e nenhum engano foi constatado.
Comentários

Leia também