Petistas sorocabanos defendem que Lula é inocente, e que sua condenação foi política, e são alvo da ira de ouvintes que expressam impropérios contra eles. Sobrou até para os jornalistas por abrir espaço ao tema

Os petistas sorocabanos Izídio de Brito, pré-candidato a deputado federal nas eleições deste ano, e Francisco França, vereador que está em sua quarta legislatura seguida na Câmara de Sorocaba, foram entrevistados na coluna O Deda Questão no Jornal Ipanema (FM 91,1Mhz) na manhã de hoje para fazer um convite ao sorocabano de ir a evento no próximo sábado de apoio a Lula (leia postagem anterior).

A entrevista começou quente, com minha primeira pergunta: por que eles são contra a prisão de Lula. E a resposta, de que é porque Lula é inocente e sua prisão é política, fruto de perseguição do juiz Sérgio Moro, dos juízes de 2ª instância e até mesmo do STF (Supremo Tribunal Federal) gerou a revolta dos ouvintes. Mentirosos, corruptos, doido, propagadores de ódio, alienados foram alguns dos adjetivos.

Izídio de Brito usou um tom bastante conciliador e preferiu enaltecer os feitos e conquistas sociais dos anos de Lula e Dilma no governo. França, mais incisivo, chegou a dizer que entende quando um empresário defende a condenação de Lula, mas não entende quando um trabalhador faz isso: “Trabalhador de direita, que é contra o PT, é como aquele cachorro que defende a mansão do dono, com ferocidade, durante o dia e de noite é colocado para dormir na casinha no quintal”. Dezenas de ouvintes se revoltaram com essa fala que resumo na afirmação de Valdir: “sou pobre de direita e o senhor que é pobre de espírito que ocupa a rádio para defender pilantras e desrespeita os ouvintes chamando-os de cachorro e propagando o ódio”.

França chegou a dizer que o momento é de luta de classes, entre a elite brasileira que tem medo do PT voltar a governar para o povo, e a classe trabalhadora representada por Lula: “A elite não aceita que a empregada doméstica, graças ao PT, tem registro em carteira”.

Izídio e França defenderam que o triplex no Guarujá, caso pelo qual Lula foi condenado, não é dele. “Onde que um triplex custou R$ 3 milhões para ser reformado? Aquela invasão que ocorreu… Se não é do Lula, o dono que fosse lá retirar eles…”

França ainda afirmou que a decisão de se entregar foi do próprio presidente Lula. “Se dependesse da militância, ele nunca se entregaria”, relatou. Ele ainda reclamou do fato de que a condenação do ex-presidente ocorreu de forma rápida. “Foi precipitada e sem provas. Isso não é perseguição?”, voltou a questionar.

A raiva dos ouvintes, sobre a fala dos petistas, sobrou ainda para este colunista e para o âncora José Roberto Ercolin. Eles chegaram a dizer que ficaram com vontade de vomitar de ouvir os petistas falando, que apenas petistas (Eu e Ercolin) para dar espaço a outros petistas e que estavam desligando a rádio de tanta raiva que estavam passando.

O Jornal Ipanema, que está comemorando 30 anos, e a coluna O Deda Questão, que completou em janeiro 5 anos, entendem que as diferentes vozes da sociedade devem ter a chance de expor seu ponto de vista, nem que seja para serem alvo de críticas e xingamentos como aconteceu hoje. Por isso, todas as cores que vão concorrer na eleição deste, terão espaço para falar quando tiverem o que dizer.

Comentários

Leia também