Plano de Desenvolvimento Integrado começa a sair do papel, mas diretrizes a seguir na RMS ainda não estão divulgadas

PDUIencontro1A primeira reunião com o comitê executivo completo para o PDUI (Plano de Desenvolvimento Integrado), da RMS (Região Metropolitana de Sorocaba) aconteceu na manhã desta terça-feira (11/07) no Parque Tecnológico de Sorocaba.

O PDUI é exigência do Estatuto da Metrópole (Lei Federal nº 13.089/2015), que estabelece as diretrizes para orientar o desenvolvimento urbano e regional, buscando reduzir as desigualdades e melhorar as condições de vida da população. O que ele prevê para a RMS ainda não foi divulgado e o encontro de hoje, o primeiro desde a escolha dos integrantes do comitê executivo, teve como foco apresentar o PDUI aos representantes da sociedade civil que terão a missão, em seu trabalho, de nortear todas as ações da Região Metropolitana, que conta com 27 municípios explicou Felipe Dias, coordenador técnico da Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano), que coordena o PDUI com apoio o da Prefeitura Municipal de Sorocaba, por meio da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas (Serim).

O evento contou com a participação de representantes da Emplasa, Prefeitura de Sorocaba, Tatuí e Itapetininga, além dos 4 representantes titulares da Sociedade Civil, Apeoesp (Sindicato dos Professores), Associação Comercial de Sorocaba (Acso), OAB de Votorantim e Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Sorocaba, com seus respectivos suplentes: Associação de Moradores do Jardim Piazza di Roma, Sindicato das Indústrias de Mineração de Areia do Estado de São Paulo, Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) e Instituto Federal (IF) de Sorocaba, que foram escolhidos no início de junho, por meio de assembleia pública.