Pré-candidato do PSDB foca em pesquisa própria que mostra 70% do eleitorado sem candidato definido e ameniza desaprovação

Assim como já havia feito com os pré-candidatos a prefeito de Sorocaba que se definiram por esta condição há muito tempo (Raul Marcelo do PSOL; Glauber Piva do PT; Laerte Molleta do PEN; Hélio Godoy do PRB e Fernando Oliveira do PSDC), gravei na manhã de hoje (25/07) o programa O Deda Questão na ITV (canal 24 da NET) com o pré-candidato a prefeito do PSDB. Assim, ficará de fora dessa série de entrevistas na ITV como pré-candidato apenas Crespo que de todos os concorrentes será o que viverá na condição de pré pelo menor tempo (seis dias uma vez que isso foi sacramentado sábado passado e a convenção que deixará como candidato ocorrerá no sábado que vem). João Leandro se mostrou bastante à vontade diante da câmeras, falou sobre o processo de escolha do candidato tucano, sobre ideias para pôr em prática se for eleito e sobre pesquisa eleitoral. A primeira pesquisa eleitoral desta eleição trouxe levantamento do Instituto Ipeso, por encomenda do PSOL, sobre as intenções de votos estimuladas no período de 16 a 19 de julho e também sobre a avaliação do governo Pannunzio. Nela, a situação do governo é das piores: Péssimo: 41,5%; Ruim: 16,8%; Regular: 32,4%; Bom: 8,2%; Ótimo: 0%. Minha questão é se no entendimento dele, a boa intenção de voto em Renato Amary (49,1%) será transferida para Crespo e se está péssima avaliação do governo Pannunzio (do qual ele fez parte como secretário de Governo e Segurança Comunitária) será transferida para ele, uma vez que nesta pesquisa ele aparece com 2,2% das intenções de voto. E João Leandro foi didático, calmo e seguro para dizer, primeiramente, que as intenções de voto para quem nunca disse que é candidato é estimulante. Por fim, ele afirma que a campanha eleitoral tem peso muito grande sobre qualquer primeira pesquisa, uma vez que os mais conhecidos sempre levam vantagem. Disse também que terá sucesso em explicar a seriedade do governo Pannunzio uma vez que o eleitor que aprova quando se atropelam as leis (caso de Amary) é o mesmo que reprova quando ele se torna Ficha Suja. Por fim, disse que está focado em pesquisa interna do PSDB onde se apurou em diferentes momentos que 70% do eleitorado sorocabano ainda não escolheu em que votar para prefeito.