Prefeita surpreende ao falar abertamente sobre a arritmia cardíaca congênita com a qual convive desde criança e explicou que isso não é empecilho para governar

JaquelinePosseJaqueline Coutinho (que na sua posse extravasou emoções na hora do discurso) respondeu sobre sua condição de saúde, quando lhe perguntei, com uma naturalidade surpreendente diante do mistério que este tema causou no passado quando abordei o mesmo assunto com os ex-prefeitos Pannunzio e Renato Amary.

Há duas semanas ela usou por 24 horas seguidas um aparelho chamado Holter (um pequeno aparelho gravador portátil que registra continuamente a atividade elétrica do coração, por meio do registro do eletrocardiograma). “Tenho uma arritmia congênita que se evidencia nos momentos de estresse. E, devido aos últimos dois meses, ela piorou”. Ela falou que, apesar do fato, isto não a impede de exercer atividades no dia-a-dia uma vez que faz tratamento e toma remédios para esta questão desde criança. Ela informou que não usa marca-passo.