Prefeito afirma que não quer provocar a discórdia dentro do PSDB sorocabano, mas aproximar a legenda do DEM já que em âmbito nacional e estadual são partidos unidos. Mas cutuca ex-prefeito e presidente da legenda

CrespoGovernador

A participação do prefeito Crespo na coluna O Deda Questão do Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema (FM 91,1Mhz) na manhã de hoje inaugurou a visita semanal que o comandante do Poder Executivo sorocabano faz semanalmente às rádios da cidade. Ele foi sarcástico em várias vezes (um tema ao qual vou retornar aqui neste espaço) ao longo da entrevista, mas em um deles pediu, entonando a voz como a de um locutor de festa junina: Atenção Pannunzio! Atenção João Leandro! Desliguem o rádio, vocês não vão gostar do que vão ouvir…

Foi o modo como prefeito usou para informar que recebeu um convite do governador para estar na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, na noite de segunda-feira (16/01), quando Alckmin se reuniu com um dos candidatos a presidente da Câmara, Rodrigo Maia, além de um número grande de deputados federais entre eles Vitor Lippi. “É sempre uma oportunidade para ouvi-los e conversar sobre as reformas. O Brasil é uma república federativa e é importante a interação entre os entes federativos”, divulgou Alckmin.

Crespo quis divulgar o prestígio que tem com o principal líder do PSDB no Estado, Alckmin, e que convive bem com Lippi, seu antagonista na política local, e que apenas Pannunzio (ex-prefeito) e João Leandro (presidente do diretório municipal do partido) não querem que o PSDB e o DEM se aproximem em Sorocaba. Era uma referência a desistência de Martinez do cargo de secretário de Relações Institucionais (Martinez não aguentou a pressão do Pannunzio e João Leandro, disse Crespo). Perguntei se não era provocação dele ao PSDB, e que se não era desejo dele provocar discórdia no ninho tucano municipal, ao chamar outro vereador do PSDB para o cargo de secretário onde um outro vereador já havia desistido. Ele disse que não e escolheu Martinez por sua experiência e que com a desistência o critério foi o mesmo e Anselmo Neto tem essa experiência.

Enfim, querendo ou não provocar discórdia no ninho tucano sorocabano, Crespo está fazendo com que os líderes tucanos se posicionem e neste sentido, Pannunzio e João Leandro estão de um lado e Maria Lúcia Amary (deputada estadual) e Vitor Lippi (deputado federal) se não estão de outro, ao menos estão mais demonstrando ser mais cerebral do que emocional no que se refere a essa aproximação que Crespo faz do DEM com o PSDB. E o grande argumento é o de sempre: o fato de Alckmin ter pedido voto a Crespo no 2º turno da eleição quando o PSDB sorocabano já havia pregado neutralidade e o presidente do diretório, João Leandro, voto em Raul Marcelo do PSOL.

FOTO: Alckmin e Dória (prefeito de São Paulo), ambos à direita da foto com o círculo vermelho, recepcionam Rodrigo Maia candidato a presidente da Câmara federal. Do lado esquerdo, também com círculos em vermelho, estão Crespo e Vitor Lippi.