Prefeito ainda não decidiu se aceita recomendação do MP

Quase uma semana depois da Prefeitura de Sorocaba ter recebido a documentação do Ministério Público recomendando que suspenda o contrato e os pagamentos para a agência de publicidade DGentil, uma das investigadas da Operação Casa de Papel, a informação oficial é a mesma do início da semana: ainda segue em análise esse pedido. Ou seja, não há decisão.

O documento do MP, assinado pelo promotor Orlando Bastos Filho no último domingo (19 de maio), justifica a suspensão do contrato e pagamento para que nenhuma nova despesa seja gerada, deixando claro que a recomendação não afeta os pagamentos já realizados antes da intimação.

A mesma recomendação feita pelo promotor ao prefeito, foi enviada para o secretário da Fazenda da Prefeitura, Marcelo Regalado (foto), e à Corregedoria-Geral do Município, como forma do órgão se posicionar para os demais departamentos da Prefeitura sobre a medida.

A recomendação do MP atende pedido da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Sorocaba – formada pelos vereadores Hudson Pessini (MDB), que preside a comissão, Péricles Régis (MDB) e Renan Santos (PCdoB) – , formulado em representação no final de abril.

Comentários

Leia também