Prefeito anuncia desassoreamento do rio e mais 2 medidas antienchente

VertedouroItupararanga

Vertedouro na barragem da represa de Itupararanga soltava água na sexta-feira passada, portanto três dias antes da intensa chuva

Em que pese a Secretaria de Segurança e Defesa Civil informar que o índice pluviométrico registrado no período entre 8h de segunda-feira (05/06) até às 8h desta terça-feira (06/06), ter chegado a 97 mm, sendo que o esperado para o mês de junho inteiro era de 67 mm, o prefeito Crespo disse durante a coluna O Deda Questão, no Jornal Ipanema (FM 91.1Mhz) que três ações, quando estiverem concretizadas (o que poderá acontecer até o final do seu mandato em 2020) deverão resolver problemas como o de hoje, quando a avenida Dom Aguirre ficou interditada e outras regiões da cidade sofreram inundações.

A primeira delas será fazer com que as bacias de contenção (ele citou especificamente a do parque Kasato Maru, no Campolim) funcionem no sentido de barrar o grande volume de água de chuva evitando, assim, a inundação de vias; A segunda delas será um monitoramente mais detalhado do nível da represa de Itupararanga e um acordo com a engenharia da fábrica Votorantim, que é dona da represa, para que não deixe a represa ficar com nível muito alto (o prefeito ficou surpreso com foto que lhe mostrei com imagem de água saindo pelo vertedouro da barragem na sexta-feira passada); por fim, o terceiro ponto será dar início ao desassoreamento do leito do rio Sorocaba que, afirmou o prefeito, não sofre a retirada de areia há 20 anos.

Para evitar ser cobrado, ele deixou claro que até o final do seu governo fará essas três ações.