Prefeito diz que contabilizar suspeitos de dengue gerou desgaste, mas não se arrepende

Basta uma pesquisa rápida em qualquer noticiário sobre os números da dengue neste ano no Brasil e Sorocaba terá lugar de destaque. Isso acontece porque a prefeitura preferiu seguir a orientação do Ministério da Saúde e todo caso suspeito entrou na contabilidade antes mesmo do resultado confirmando o paciente como doente. Em entrevista no Jornal da Ipanema, o prefeito Pannunzio reconheceu que seguir a metodologia de contabilizar casos suspeitos de dengue e não apenas os confirmados gerou um desgaste, mas que ele não se arrepende de ter feito porque era o certo.

Uma hora após a entrevista, no Paço Municipal, o prefeito lançou a campanha de prevenção a dengue “ para não vivermos as mesmas angústias deste ano” nas palavras do próprio prefeito Pannunzio. “Quanto antes toda a cidade se mobilizar, mais cedo estaremos eliminando os focos do Aedes aegypti e evitaremos que o mesmo cenário deste ano se repita em 2016”, completou Pannunzio.

Um Projeto de Lei foi enviado à Câmara Municipal, e que será apreciado na sessão extraordinária desta quinta-feira (17/09), dispondo sobre a criação de 120 empregos públicos de agentes de combate às endemias e de funções gratificadas para coordenador de campo (12) e supervisor de equipe (3).

Comentários

Leia também