Prefeito está se familiarizando com o cargo, ou seja, está aprendendo a ser prefeito. Só isso explica tratar como tragédia ter herdado da administração passada dívidas equivalente a 1% do orçamento de 2017

crespoheranca

O prefeito Crespo disse na coluna O Deda Questão, nos microfones do Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz), na última vez em que esteve na emissora, antes ainda de ter tomado posse, que estava preparando o Relatório do Relatório sobre a situação econômica da Prefeitura de Sorocaba. Informou que sua equipe identificou diferença entre o que Pannunzio disse que deixaria e o que que ele identificou que recebeu.

Em coletiva há instantes, Crespo informou ter herdado R$ 30 milhões em dívidas da gestão Pannunzio.

Quanto?

Espera ai. Ou sou muito ruim de matemática ou esses R$ 30 milhões representam menos de 1% dos R$ 2,8 bilhões do orçamento da cidade.

O clima de terror, de herança maldita (sim, Crespo usou essa expressão) não se sustenta. Não é possível que 1% de qualquer coisa não seja recuperável ao longo de 4 anos.

O fato é que Crespo está se familiarizando com o cargo, ou seja, está aprendendo a ser prefeito. Isso na prática quer dizer que ele tem de sair do personagem candidato. Reafirmo, ele disse antes de tomar posse que haveria um Relatório do Relatório e fiquei com a sensação de que ele se viu na obrigação de falar do assunto.

O fato é que enquanto Crespo criar expectativas, datas, prazos, revelações estará se comportando como candidato ou até mesmo como vereador de oposição que é o que ele foi. De um prefeito (se não me engano já disse isso num outro contexto a respeito do próprio Crespo) não se espera improvisos e nem críticas, mas soluções. Um prefeito é escolhido para resolver. Um político de oposição e sem cargo é escolhido para criticar. Saia do antigo personagem e assume o novo Crespo. Você tem credibilidade para isso e carrega a esperança da maioria do eleitores que desejam mudanças.

FOTO – A expressão de preocupação de Crespo na coletiva de imprensa, no meu entender, está mais para teatral do que para o que os números mostram sobre a realidade financeira da prefeitura. A imagem foi captada por Gustavo Ferrari, do Portal Ipanema.