Prefeito ocupa a região central e surpreende mulheres ao entregar uma rosa vermelha a quem passava por lá. Ato é simpático ou populismo?

Em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, celebrado nesta quinta-feira, o prefeito Crespo surpreendeu as mulheres que passaram pela região do bulevar Braguinha, no centro de Sorocaba, na tarde de quarta-feira (hoje ele viajou a Brasília para conversar com parlamentares e participar da convenção nacional do DEM), ao entregar em mãos rosas vermelhas para cada uma delas. Foram distribuídas aproximadamente 1 mil botões de rosas, para as mulheres que passaram pelo cruzamento da Braguinha com a Barão do Rio Branco.

Obviamente que o ato gerou perguntas: Quem pagou pelos mil botões de rosa? Fazer essa oferta no mesmo local onde historicamente fez suas campanhas políticas é um ato simpático ou populismo oportunista? É papel de um prefeito parar sua atividade (governar a cidade) para entregar flor a alguém, mesmo que seja para as mulheres e no dia dedicado à elas?

Para o prefeito Crespo – que posou para fotos, conversou com a população, ouviu pedidos – sua presença na praça se justifica pelo fato de ser o Dia Internacional da Mulher: “As mulheres merecem um gesto como este. O que seriamos de nós se não fossem elas. Esta homenagem é algo singelo, mas de coração”.

O prefeito ocupou o espaço público junto da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lilian Crespo, e dos secretários Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos) e Fábio Pilão (Conservação, Serviços Públicos e Obras). Sua presença no bulevar mobilizou uma viatura da Guarda Civil Municipal que acompanhou a presença do prefeito no local.