Prefeito pede ao presidente do Senado a liberação das operações de crédito internacional

O prefeito Pannunzio participou de uma audiência com o presidente do Senado, Renan Calheiros, para pedir a liberação das operações de crédito internacional para Sorocaba. Pannunzio fez parte de uma comitiva da Frente Nacional de Prefeitos que foi à capital brasileira com o mesmo propósito. Pannunzio foi pedir que o Senado libere os recursos já aprovados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), que serão empregados em obras de infraestrutura e também no sistema de ônibus BRT. Ele explica que, por se tratar de empréstimo internacional, a operação deve ser autorizada pelo Senado, mas que tal empréstimo – no valor de US$ 70 milhões (setenta milhões de dólares) – vem sendo bloqueado pelo Governo Federal por que amplia a dívida do governo brasileiro. O prefeito Pannunzio lembra, porém, que quem irá pagar essa dívida é o município e não o Governo Federal e lamenta da União estar colocando entraves. Na coluna O Deda Questão na rádio Ipanema, o prefeito reclamou que havia uma autorização em maio para que Sorocaba avançasse no processo do empréstimo, mas que essa autorização só chegou em Sorocaba no final de agosto: “O governo federal esqueceu, entre aspas, essa autorização de Sorocaba na gaveta”, disse o prefeito. Além de ser avalista do empréstimo, e ter de pagar a dívida em caso de cano por parte do município (como aconteceu com o Estado do Rio Grande do Sul), o empréstimo aumenta o déficit federal.

Comentários

Leia também