Prefeito sobe o tom contra o atual gestor da Santa Casa, evidencia a insatisfação com o serviço oferecido pelo hospital e ofende gestor, mas deixa claro que o futuro está incerto e será extremo: recomposição com a irmandade ou nova requisição

CrespoEeu

Prefeito bate duro no gestor da Santa Casa ao vivo hoje cedo no Jornal da Ipanema

Durante entrevista no Jornal da Ipanema (FM 91.1Mhz)  nesta manhã de terça-feira (11/04), onde pude ser um dos entrevistadores, o prefeito falou sobre variados temas que fizeram parte da agenda dos seus 100 dias de governo. Mas quando perguntei sobre a relação da Prefeitura com a Santa Casa, já no quarto final da entrevista, por volta das 8h15 (a entrevista teve início às 7h30), o prefeito subiu o tom e classificou o atual gestor da Santa Casa de Sorocaba, José Luiz Pimentel, como “mau médico” e disse que a diretoria da unidade de saúde “mentiu para a imprensa” em reportagens publicadas na última semana pelo jornal Cruzeiro do Sul e TV Tem sobre os problemas do hospital. “A imprensa foi corretamente lá e quem os acompanhou da diretoria [da Santa Casa] não disse a verdade, mentiu”, exclamou.

Afirmei, então, ao prefeito que a Prefeitura manda mais pacientes do que o que foi contratado e que não tinha leitos para todos. Ele, claramente irritado, afirmou: “Isto é fraude da diretoria, o que macula até sua idoneidade para continuar sua administração, pois qualquer paciente que vai para a Santa Casa, controlado pela central de regulação, antes dele ir é constatado pela própria Santa Casa a liberação de leitos em relação ao contrato”. Insisti então no tema: prefeito, o senhor está dizendo que a prefeitura paga para que todos os pacientes estejam em quartos e a direção da Santa Casa os deixa intencionalmente nos corredores? E ele disse que sim e desafiou o gestor José Luiz Pimentel para um debate junto a ele e o secretário de Saúde, Rodrigo Moreno, na bancada do Jornal da Ipanema, para discutir as dificuldades de atendimento na Santa Casa. “Chama para um debate aqui o doutor Pimentel, que venho eu com o secretário Rodrigo Moreno. Venho amanhã se ele aguentar esse debate”, desafiou.

Santa Casa retém macas

O prefeito afirmou ainda que as macas são retiradas de ambulâncias e ficam nos corredores da Santa Casa impossibilitando o uso delas nas unidades móveis de urgência e emergência, o que é considerado “crime” e sugeriu que, mesmo com quartos vagos, a unidade coloca pacientes em macas em corredores. “Eles retêm até as macas. Isto é um crime que o doutor Pimentel e a Santa Casa estão cometendo. Além de manter pessoas em ambientes indignos, no caso os corredores, eles retém as macas que não os pertencem. As macas são das ambulâncias do Samu e da cidade que deixam de trabalhar, pois eles não as devolvem”, completou.

Nesta altura da entrevista, o prefeito classificou o gestor da unidade como “mau médico”. “É uma coisa horrível, mas é a verdade que o doutor Pimentel, este mau médico, está fazendo na diretoria da Santa Casa. Eu esperava muito mais dessa nova diretoria”, criticou. “Que ele seja mais competente ou que saia de lá e deixe alguém de mais competência atuar”, frisou. Crespo ainda garantiu que não há necessidade de pacientes aguardarem em corredores, pois a prefeitura está com recursos o suficiente para atender no hospital.

Futuro incerto

Apesar de ter sido duro com a atual gestão da Santa Casa, o prefeito deixou claro que o futuro da relação entre Prefeitura e Santa Casa está em aberto o que significa que pode haver uma recomposição entre as partes e até mesmo uma nova requisição da Santa Casa por parte da prefeitura. Seja o que vier a ser decidido, o ato ainda está sendo estudado. Nem o prefeito sabe o que vai decidir.