Prefeito vai à Câmara e 70% dos vereadores não ficam para encontro

As assessorias de comunicação da Prefeitura de Sorocaba e da Câmara Municipal divulgaram, basicamente, a mesma informação da visita do prefeito Crespo, e do secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas, Flávio Chaves, à Câmara de Sorocaba, na tarde desta quinta-feira (23/08), com a intenção de “conversar com vereadores sobre projetos de interesse da administração”.

A visita teve como objetivo “estabelecer um canal de comunicação com o Legislativo para debater políticas públicas em diversas áreas e ainda ouvir os questionamentos dos parlamentares antes das votações”.

O encontro substitui o bate-papo do prefeito com vereadores que ocorria até pouco tempo atrás no gabinete do chefe do Executivo, explicou a assessoria do prefeito que, informou: “Crespo e Chaves chegaram por volta das 15h30 e foram direto à sala de reuniões. Aos poucos, os vereadores foram chegando. Estiveram no local Renan Santos (PC do B), Rodrigo Manga (DEM), Fausto Perez (Podemos), Pastor Apolo (PSB), Nenê Silvano (PV) e Fernando Dini (MDB)”.

Epa! Aos poucos foram chegando e 70% da Casa, ou seja, 14 dos 20 vereadores não foram conversar sobre “projetos de interesse da administração”?

O que pode ter levado a esmagadora maioria dos vereadores a ignorar a presença do prefeito? Compromissos pré-agendados, horário ruim para fazer reunião, falta de interesse nos temas, não entender como produtivos os encontros… Quais seriam as outras opções?

Por fim, a assessoria do prefeito informou que “entre os assuntos discutidos nessa reunião, a saúde e a segurança estiveram entre as principais pautas. Parcerias começaram a ser estudadas visando contribuir com os hospitais municipais da cidade. Com relação à segurança, José Crespo apresentou projeto que irá proporcionar mais segurança aos bairros”.

Comentários

Leia também