Prefeitura de Sorocaba garante: não haverá mais uma nova prorrogação do PPI (Programa de Parcelamento Incentivado) para beneficiar quem deve à prefeitura

Foi intensa a movimentação no setor de dívida Ativa da prefeitura, na rua Álvaro Soares, centro de Sorocaba na sexta-feira passada, último dia útil para que os devedores de impostos na Prefeitura de Sorocaba (a cifra ultrapassa os R$ 900 milhões) negociassem um acordo de pagamento. A espera pelo atendimento exigiu paciência de quem optou por ir ao setor e teve quem ficou quatro horas na fila. A opção por acertar o débito via internet fazendo o parcelamento de dívidas acabou sendo inviável diante do congestionamento do site fiqueemdia.com. Diante disso tudo, o prefeito Pannunzio decidiu prorrogar até 27 de fevereiro a entrada do cidadão/devedor no PPI (Programa de Parcelamento Incentivado). Ele é destinado à regularização de débitos tributários ou não, inscritos em dívida ativa, ajuizados ou a ajuizar, constantes dos registros da Secretaria Municipal da Fazenda. O programa foi instituído pela lei 11.009/2014. Até 27 de fevereiro de 2015, os contribuintes que desejarem poderão regularizar seus débitos, quitando suas dívidas em atraso, com desconto de até 100% na multa e 95% nos juros. Há ainda a possibilidade de parcelar o pagamento em até 60 meses.
FOTO: Rodrigo Maldonado, secretário chefe de gabinete do prefeito Pannunzio, em entrevista na rádio Ipanema, foi taxativo: não haverá mais a prorrogação desse programa, ou seja, o PPI acabará mesmo dia 27 de fevereiro próximo.