PSDB abre inquérito para prefeito provar a corrupção que disse existir no governo passado e faz discurso para desconstruir Crespo, chamando-o de despreparado

JoaoLeandroAdvogadoUm dia após a entrevista do prefeito Crespo concedida ao Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema 91,1 FM, nesta terça-feira (01/08), dentro da coluna O Deda Questão, o presidente do diretório municipal do PSDB, também ex-secretário de Governo da gestão do prefeito Pannunzio (2013/2016), João Leandro da Costa Filho, decidiu abrir na manhã de hoje um IP (Inquérito Policial) na Delegacia Seccional de Sorocaba contra o prefeito. Crespo afirmou na entrevista na rádio que “há uma quadrilha de corruptos em governo anterior” sem citar qual. “Essa é uma carapuça que não serve na minha cabeça. Se ele descobriu que tinha propina, corrupção, ele que teria que ter ido à Justiça, à Polícia e ter tomado todas as medidas”, afirmou o tucano.

Tucano quer que o prefeito prove o que diz

Ao lado do advogado, André Eduardo Silva, nesta quarta-feira (02/08), João Leandro, que além de presidente do PSDB é também chefe de gabinete do deputado federal Vitor Lippi, informou que “requereu a abertura do inquérito policial para que ele [Crespo] prove que houve corrupção no governo Pannunzio”, conforme o prefeito afirmou na entrevista concedida um dia antes à rádio Ipanema.

Também foi protocolado na Vara Criminal do Fórum de Sorocaba um requerimento de abertura de inquérito sobre o caso. “Abri ação criminal contra o prefeito, na verdade, pedido de explicação criminal. Estou interpelando, criminalmente, para que ele vá até á Justiça e apresente provas de todas as acusações que ele vem fazendo ao governo anterior e, estou antecipando o que o juiz vai fazer. Estou vindo até à polícia, já também requerendo, em meu nome, para que a polícia também interpele e ele apresente provas de que havia corrupção, propina. Isso tudo é para preservar, inclusive, a minha reputação”, afirmou.

Obrigação de dizer quem são os corruptos

O ex-secretário disse que “se ele descobriu propinas, corrupção, como chefe maior do município, ele tem a obrigação de dizer quem são os corruptos e quais tipos foram praticados no governo anterior e que diga o nome. Porque, se não, ele coloca todos sob suspeita, inclusive os 12 mil funcionários públicos de Sorocaba. Nesse fato, em particular, só há uma forma de ele não responder por calúnia, difamação e injúria: é ele provar na Justiça e na polícia que tinha corrupção e qualificar os envolvidos”, afirmou.

Dados da merenda

João Leandro citou que uma das consideradas “mentiras absurdas” por ele trata quanto à questão da redução de custo das merendas nas escolas municipais, em que o prefeito afirmou, durante entrevista ao Jornal da Ipanema, edição desta terça-feira (1º), (ouça nos 6:33 do áudio acima). “Ele [Crespo] comete mentiras absurdas. Ele diz, por exemplo, que reduziu o contrato das merendas de R$ 80 para R$ 40 milhões. Duas mentiras de cara, primeiro, que ele não reduziu nada. Quem fez a atual licitação da merenda foi o prefeito Pannunzio. Ele não fez licitação alguma, a que reduziu o contrato da merenda foi feita por Pannunzio. Segundo, que não reduziu de R$ 80 para R$ 40. A redução foi de R$ 54 milhões para aproximadamente R$ 44 milhões, o que é natural, era um contrato emergencial, que teve de repor todos os equipamentos, fogões, geladeira e, portanto ficou um pouco mais caro. E, ao comentar esse contrato, ele acusa que era propina, corrupção”, disse. “Essa é uma carapuça que não serve na minha cabeça. Se ele descobriu que tinha propina, corrupção, ele que teria que ter ido à Justiça, à Polícia e ter tomado todas as medidas”, completou.

Desconstrução de Crespo

O ex-secretário, deixando claro que entrou no jogo político, de onde se afastou desde o resultado as eleições municipais, onde ficou em 3º lugar, ainda opinou sobre o comportamento de Crespo como prefeito. “É uma atitude de quem não está preparado para ser chefe do Poder Executivo de uma cidade tão importante como Sorocaba. Entregamos a cidade com o 19º PIB do país. A cidade de Sorocaba a primeira em transparência pública do País, entre tantas outras coisas. É um despreparo enorme, além de padecer de ausência absoluta de algo fundamental para quem está na vida pública que é o caráter. É ele que vai disciplinar a fala, as ações, a relação do prefeito com a comunidade. Infelizmente, a ausência desse item importante que se existe de todos nós, acaba trazendo todo esse desconforto e faça com que Sorocaba vire piada nacional. Cada vez que se fala em Sorocaba se lembra de prefeito que agride a vice-prefeita, que não tem controle em sua fala e em suas emoções, lamentavelmente”, finaliza.

 

FOTO: João Leandro se recoloca no protagonismo político que teve como candidato a prefeito e, ao lado do advogado André Eduardo Silva, vai à polícia e cria fato político contra o prefeito Crespo