Qual a relação da prisão de Bannon especificamente com Sorocaba

Steve Bannon foi preso na quinta-feira (20 de agosto) nos Estados Unidos acusado de enganar os doadores de um projeto para a construção de um muro na fronteira do seu país com o México. Ele teria usado centenas de milhares de dólares do dinheiro doado em sua organização política, quando tinha prometido dedicar 100% dos recursos no projeto do muro.

Qual a relação dessa prisão com o Brasil e, especificamente, com Sorocaba?

Primeiramente, Steve Bannon é o que se pode chamar de oráculo americano do bolsonarismo. Eduardo, filho do presidente Jair Bolsonaro, e Steve Bannon, em 2018, na campanha se aproximaram tanto que o ex-estrategista de campanha de Trump acabou se tornado uma inspiração para o bolsonarismo.

A primeira inspiração de Bannon, de que uma campanha divisionista levaria Trump à Casa Branca, deu certo. Trump foi o candidato que não tentou agradar os diversos grupos do eleitorado, ao contrário, ficou repetindo a insatisfação de uma parcela do eleitorado, a chamada “maioria silenciosa”.  Assim, quanto mais absurdos Trump dizia, mais os eleitores o viam como um outsider sincero, disposto a romper com os privilégios da elite política.

O que Bolsonaro faz, portanto, é uma cópia do mesmo caminho. E tem dado certo conforme os altos índices de aprovação dele e do seu governo.

No meio disso, e Bolsonaro também imitou, há o uso do que Bannon chama de “verdades alternativas” ou, apenas, fake news.

E Sorocaba no meio disso tudo?

O ex-aluno de Olavo de Carvalho, Filipe G. Martins, de 31 anos, que foi promovido ao cargo de assessor chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais da presidência da República, é nascido em Sorocaba. Seu nível de influência no governo fez com que ele recebesse o apelido de Sorocabannon, ou seja, a junção da cidade onde ele nasceu com Steve Bannon, agora preso nos Estados Unidos.

Raul Marcelo, candidato a prefeito de Sorocaba pelo PSOL tendo o vice do PT, chegou a comemorar em sua rede social a prisão de Steve Bannon, como se fosse a queda da máscara do bolsonarismo. Seria esse o sentimento da chamada esquerda.

Mas levando em conta o que escreveu em sua conta no twitter o Sorocabannon, a situação é muito pior e a comemoração dos esquerdistas foi precipitada. Segundo o sorocabano “nós (bolsonaristas) não somos banannonistas, é Bannon que está virando olavete (de Olavo de Carvalho)”.

Comentários

Leia também