Quando a morte inspira a vida

Meu novo livro, “Minuto de Silêncio – histórias de quem já morreu. Para inspirar a vida”, que resgata a tradição jornalística dos obituários (registros da morte de pessoas famosas ou não) será oficialmente lançado na noite de hoje durante uma live transmitida pelo Instagram da Editora Mireveja (@mirevejaeditora), às 20h, onde vou bater um papo com convidados que comparecerem e também com o escritor e o jornalista Márcio ABC, que assina a apresentação da obra. Devido ao aumento no número de casos de Covid 19, o lançamento do livro será virtual.

“Minuto de silêncio” é uma homenagem a pessoas que atravessaram minha vida direta ou indiretamente, e revela o ser humano a partir de um ponto comum, a morte, rompendo barreiras sociais e geográficas, perpetuando a história única que cada um carrega.

Com 192 páginas, o livro é também um exemplo da importância do obituário, gênero jornalístico habitual na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos e que conquistou as páginas dos diários de todo o mundo, incluindo o Brasil. Em Sorocaba, os obituários ganharam uma coluna fixa no jornal Bom Dia, do qual fui editor. Ao sair do jornal, continuei neste blog a escrever sobre a vida de quem morreu e aos poucos percebi que, além de inspirar o leitor, eu também expunha a relação de convívio, intimidade, admiração e paixão que tive com os meus homenageados. Cada texto nasceu da explosão de sentimentos que tive ao saber de cada uma dessas mortes.

“Minuto de silêncio” tem prefácio do educador e professor de Filosofia Aldo Vannucchi e apresentação do jornalista Márcio ABC, que também fez parte da Rede Bom Dia de jornais e é autor de vários romances, entre eles “Delação”, “Desrumo”, “Pater” e “Na pele dos meninos”.

No prefácio da obra, Vannucchi afirma: “Ao término do jogo, o rei e o peão voltam para a mesma caixa, diz um provérbio italiano. Só que, a essa altura, os reis são cultuados com necrológios, e os peões registrados em cantinhos de jornal. Meu amigo Deda resolveu quebrar essa injustiça, para lembrar, admirado e agradecido, alguns peões que marcaram sua vida”.

Na apresentação, Márcio afirma: “A célebre dica de Tolstói sobre a importância de falar da própria aldeia para ser universal mais uma vez se encaixa neste emocionante painel construído sobre os alicerces sorocabanos, mas cuja profundidade extrapola limites geográficos para validar o sentido de humanidade que atravessa o mundo, independentemente de fronteiras”.

Características do livro

192 páginas

Formato: 14cm x 21cm

Inclui marcador de página

Editora Mireveja

Preço de capa: R$ 50,00

 

Personalidades do livro Minuto de silêncio

20 de junho de 2014 – Benedicto Pagliato

8 de setembro de 2015 – Aylan Kurdi

12 de maio de 2016 – Mírian José Lourdes

26 de novembro de 2016 – Fidel Castro

7 de fevereiro de 2017 – Alison Sebastião dos Anjos

26 de fevereiro de 2017 – Pedro Adami

13 de março de 2017 – Rosângela Alves

7 de agosto de 2017 – Necyr Xavier

20 de agosto de 2017 – Musse Stefan

11 de setembro de 2017 – Primo Alvarez Fernandez

5 de outubro de 2017 – Luiz Carlos Alcolea

21 de novembro de 2017 – Maurício Caruso

5 de dezembro de 2017 – Sérgio Bento

13 de dezembro de 2017 – Zuleika Sucupira Kenworthy

10 de janeiro de 2018 – Carlos Heitor Cony

28 de fevereiro de 2018 – Achilles Bonin Mangullo

28 de fevereiro de 2018 – Marco Antônio de Campos

12 de março de 2018 – Olga Domingues Camilo

30 de março de 2018 – Claudionor Ferreira de Moraes

25 de maio de 2018 – J. Hawilla

16 de julho de 2018 – José Franco de Camargo

13 de agosto de 2018 – Claudio Weber Abramo

21 de agosto de 2018 – Otávio Frias Filho

21 de agosto de 2018 – Menoti Barros de Oliveira

29 de agosto de 2018 – Alberto Miguel Saker

26 de setembro de 2018 – João Batista Larizzatti Júnior

3 de outubro de 2018 – José Maria Bolina Filho (Zema)

17 de outubro de 2018 – José Lanaro

5 de dezembro de 2018 – Laurentino Martins Júnior

13 de dezembro de 2018 – Maria Cecília Ferro

23 de dezembro de 2018 – Milton Dinho

28 de dezembro de 2018 – Miúcha

11 de fevereiro de 2019 – Ricardo Boechat

13 de fevereiro de 2019 – Deise Cipriano

22 de fevereiro de 2019 –  ngelo Rêmulo Rômulo Lava

25 de fevereiro de 2019 – Neyde dos Santos Almeida

17 de março de 2019 – Emília Benedita Pires de Sanctis Urban

19 de abril de 2019 – Milton Muraro

29 de abril de 2019 – Tales Cotta

2 de maio 2019 – Antunes Filho

5 de junho de 2019 – Neto Chaves

10 de junho de 2019 – Antônio Francisco Gonçalves

14 de junho de 2019 – Clóvis Rossi

17 de junho de 2019 – Padre Inácio Kriguer

26 de junho de 2019 – Paulo Roberto

2 de julho de 2019 – Adalberto Nascimento

10 de julho de 2019 – João Gilberto

13 de agosto de 2019 – José Carlos de Campos Sobrinho

24 de agosto de 2019 – Elisa Christina Gomes

29 de agosto de 2019 – Kátia Libanesa

2 de setembro de 2019 – Alberto Goldman

19 de setembro de 2019 – Pedrinho Mattar

24 de outubro de 2019 – Walter Franco

7 de novembro de 2019 – Arany Marchetti

11 de dezembro de 2019 – Francisco Ramos de Andrade Filho

16 de dezembro de 2019 – Modesto Carone

19 de dezembro de 2019 – Francisco Brennand

9 de janeiro de 2020 – Elza Puglia Racca

13 de janeiro de 2020 – Raquel Ferreira de Oliveira Taraborelli

27 de janeiro de 2020 – José Theodoro Mendes

19 de fevereiro de 2020 – José Mojica Marins

27 de fevereiro de 2020 – Dulcelina Maria Euzebio Pereira

10 de abril de 2020 – Elias Jammal Neto

16 de abril de 2020 – Rubem Fonseca

30 de abril de 2020 – Latuf Latuf

4 de maio de 2020 – Aldir Blanc e Flavio Migliaccio

Comentários

Leia também