Quando mudanças são só mudanças

O prefeito Crespo promoveu três mudanças em seu secretariado na tarde de quarta-feira passada, envolvendo duas pastas: Na Secretaria de Abastecimento, Agricultura e Nutrição, deixou o cargo Fernando Oliveira para a entrada de do então secretário da Chefia do Poder Executivo, Ubirajara Capelari. Em seu lugar, quem assumiu a Chefia do Poder Executivo foi Carlos Henrique de Mendonça, que atuava como Diretor de Área, mesmo cargo que agora Fernando Oliveira passou a ocupar com a publicação da Portaria n.º 83.886/DICAF.

As mudanças, de acordo com a assessoria de comunicação do prefeito, “têm o objetivo de promover adequações na estrutura da administração municipal”.

Acredito que seja isso mesmo. Ninguém muda nada com a intenção de piorar, apenas de melhorar.

Bira, que foi chefiar o Abastecimento, Agricultura e Nutrição, começou no governo como secretário de Esportes e pediu a conta menos de um mês depois. Agora, depois de assumir a Chefia do Poder Executivo, novamente deixa o posto menos de um mês depois de assumir. E o que ouvi é que ele não estava sentindo-se confortável com a proximidade do prefeito, fato que deixa Carlos Mendonça bem à vontade, uma vez que há décadas é o braço direito do prefeito.

Mas pessoa bem próxima ao prefeito me disse que isso não corresponde à verdade. Ao contrário, Bira está indo solucionar um problema no Abastecimento que Fernando Oliveira não estava conseguindo. Há meses o prefeito estava cobrando um resultado dele e ele não atingiu. Na direção de área, no 6º andar, cargo que ele já ocupou, se espera um desempenho mais favorável dele.

Às vezes, como parece esse ser o caso, são mudanças são apenas mudanças mesmo. E não há nada misterioso por trás. Esse é o caso da movimentação dessas três peças.

Comentários

Leia também