Quem é o seu padrinho?

A foto que estampa esta publicação é de Israel Evangelista Borges de Oliveira, o secretário da Fazenda da Prefeitura de Sorocaba, pasta que tem o objetivo de “cuidar das finanças do Município de Sorocaba, tanto no aprimoramento da arrecadação quanto no melhor uso dos recursos públicos”, conforme informação oficial da própria Prefeitura de Sorocaba.

Mas quem é Israel Evangelista?

Segundo a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Sorocaba, ele é “graduado em Jornalismo, com especialização em Finanças Públicas, em Contabilidade Pública e com graduação em Gestão Pública. Atuou como diretor assistente na Prefeitura de Diadema, onde desempenhou também as funções de secretário interino de Finanças e de coordenador do Programa de Desenvolvimento Econômico. Foi diretor de Planejamento e Execução Orçamentária da Secretaria Municipal de Economia e Finanças de Itu. Foi assessor da Secretaria dos Negócios da Fazenda de Osasco. Possui vários cursos de especialização na área da Administração Pública e Finanças Públicas.”

Como Manga escolheu Israel Evangelista?

A história de Israel Evangelista mostra que ele não tem relação alguma com Sorocaba e o prefeito Rodrigo Manga, que o nomeou ao cargo, não explicou até o momento qual a sua relação e grau de amizade com ele.

Esses dois fatos, Israel Evangelista não ter relação com Sorocaba e o prefeito não ter explicado como chegou ao nome dele, despertaram a curiosidade do vereador Francisco França (PT), reeleito para o seu terceiro mandato consecutivo.

Na noite de terça-feira, quando o prefeito convidou os vereadores para conhecer o projeto que os vereadores foram convocados para votar em sessão extraordinária na manhã desta sexta-feira, onde a Prefeitura busca contrair um empréstimo internacional em dólar, França pediu licença ao prefeito e, na frente do próprio prefeito, outros secretários e vereadores, França, lembrando que sabe que a lei determina que é prerrogativa pessoal do prefeito a escolha de sua equipe e o critério de escolha dela, se dirigiu ao secretário Israel Evangelista com três perguntas: 1) Quem é o senhor? 2) Qual sua relação com Sorocaba? 3) Quem é o senhor padrinho?

Das três, apenas a última pergunta ficou sem resposta. França, pedindo licença á vereadora Iara, mesmo sabendo que ela não aprova este tipo de linguagem e ficaria brava com ele, e disparou: aqui não tem puta virgem, todos nomeados tem um padrinho. Quem é o seu?

Sem graça, Israel Evangelista procurou socorro no prefeito que o nomeou, mas para sua surpresa, Manga ria nesta hora, assim como outros colegas vereadores que tentaram amenizar o clima dizendo que França estava apenas apresentando o seu cartão de visita de oposição.

Israel Evangelista ficou intrigado com o riso amarelo de Manga naquele momento. Deve ter ficado achando que se tratou de um riso de nervoso. Mas ele ficou ainda mais intrigado quando depois da reunião Manga e França, apenas os dois, no jardim do sexto andar, conversavam o pé do ouvido, sem testemunha capaz de ouvir o que um dizia para o outro.

Comentários

Leia também