Quem fez “puxadinho” e não avisou já paga por IPTU Complementar

Um grupo de moradores do Jardim Nova Esperança, em Sorocaba, procurou o vereador Vitão do Cachorrão na última sessão da Câmara Municipal afim de pedir ajuda sobre um novo carnê de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) que chegou para eles pagarem. O ex-vereador Hélio Godoy também tem divulgado encontros com moradores que estão procurando por ele, assustados com o IPTU Complementar.

Isso está acontecendo porque a Secretaria da Fazenda, da Prefeitura de Sorocaba, conseguiu localizar até o momento cerca de 60 mil imóveis com “puxadinhos”, como são chamados o aumento em construções. O auditor fiscal de tributos Paulo Kamiji informa que os proprietários desses imóveis terão de pagar o valor referente à metragem excedente da planta original.

A Prefeitura chegou a esses 60 mil imóveis em divergência entre a metragem construída e a aprovada para construção – de onde é feito o cálculo do IPTU – por meio do georreferenciamento, um instrumento tecnológico de mapeamento digital utilizado pela Prefeitura de Sorocaba, que inclui a produção de mapas ou cartas topográficas, a partir de fotografias aéreas. Com o sistema, iniciado na cidade em 2018, foi possível localizar alterações em imóveis e que não foram regularizadas na Prefeitura para alterações no valor do IPTU.

Comentários

Leia também