Se o prefeito de Sorocaba, licenciado, colecionou polêmica e revezes nos primeiros dias de seu governo, a prefeita em exercício pode ser considerada, no mínimo, pé quente. Em 6 dias ela coleciona apenas notícias positivas e bastante significativas

JCoutinho

José Crespo não teve dia fácil desde que assumiu e em que pese os fatos positivos que aconteceram, a imagem dos problemas superam, e muito, a interpretação que o cidadão faz da administração.

Jaqueline Coutinho, desde que teve agenda oficial desde a última segunda-feira, 1º de maio, por sua vez, só coleciona fatos positivos:

  • Vereadores aprovaram, nesta quinta-feira (4/5), na Câmara de Sorocaba, por 13 votos a 6, o cargo do assessor especial da Prefeitura em Brasília.
  • A empresa Prysmian Group, de origem italiana, líder mundial em cabos e fibras óticas, e que já possui três plantas operacionais em Sorocaba, anuncia que vai investir R$ 110 milhões na cidade para a ampliação e modernização da sua estrutura em reunião conduzida pela prefeita em exercício, Jaqueline Coutinho.
  • A prefeita Jaqueline Coutinho anuncia a construção de uma nova unidade do Corpo de Bombeiros de Sorocaba na Zona Norte, região onde mais ocorrem chamadas de socorro e que há décadas clamava por um posto no local.
  • A prefeita Jaqueline Coutinho assinou o decreto que agiliza o uso do solo em Sorocaba de maneira que um processo poderá ficar uma semana em cada secretaria e no máximo em um mês o solicitante terá resposta ao seu pedido. Isso é muito levando em conta que até agora um pedido desses poderia levar até anos dentro da burocracia da prefeitura.
  • Fechadas na administração Pannunzio, as 32 unidades do Sabe Tudo de Sorocaba, criadas na gestão Lippi, serão reabertas, anuncia a prefeita Jaqueline Coutinho
  • A Justiça Eleitoral julgou improcedente o pedido de cassação dos diplomas do prefeito José Crespo (DEM) e da vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB) feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), em ação de captação ou gasto ilícito de recursos financeiros de campanha eleitoral.

Claro que toda essa agenda foi uma generosidade do prefeito Crespo. Com exceção do que decidiu a Justiça, as outras 5 notícias positivas poderiam esperar até a semana que vem, quando ele retorna ao cargo, para serem anunciadas. Não me lembro de Renato Amary ter tido essa generosidade com seu vice, hoje vereador Martinez, quando saiu em licença. Não me lembro de Vitor Lippi ter sido generoso nem com Geraldo Caiuby, nem com José Ailton e nem com Marinho Marte (que assumiu o cargo por ser o presidente da Câmara). E também não me lembro de nada importante deixado por Pannunzio para Edith Di Giorgi nas vezes em que ela ocupou o cargo.