Secretários mantém agenda e tem dia normal de trabalho

A secretária da Saúde, Marina Elaine Pereira, fez questão de se dirigir hoje ao Centro Experimental Aramar, em Iperó, no evento onde o presidente da República, Michel Temer, participou do lançamento da pedra fundamental do Reator Multipropósito Brasileiro e do início dos testes de integração dos turbogeradores do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica.

Ela foi lá porque sabia que o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, estaria presente e pediu  ele o que prefeitos e secretários de Saúde de todo o Brasil pedem: aumento no valor do repasse do ministério para a prefeitura de Sorocaba e aumento no valor referência da Tabela SUS que não sofre reajuste há uma década, sacrificando o orçamento dos municípios.

Tirando a simpatia do ministro, que na foto cumprimenta Marina observado pelo secretário Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos), o que a secretária conseguiu foi ouvir do ministro que ele vai ver o que pode fazer.

Quando perguntei a Marina como foi recebida a notícia da cassação, ela disse que não conversou com o prefeito sobre isso, que ele esteve também em Aramar, mas sentou-se longe dele e que a orientação é para que os secretários trabalhem normalmente mesmo porque não há o que fazer neste momento. Quem pode fazer, explicou ela, são os secretários de função mais política e que ela se restringe a atuação técnica.

Comentários

Leia também