Sem explicação, prefeitura tira área de pedestre

Do mesmo modo que colocou em prática o alargamento das calçadas no centro de Sorocaba, tirando vagas de Zona Azul dos carros, a Prefeitura de Sorocaba voltou a devolver aos veículos esse espaço, em silêncio, sem explicar, sem argumentar. A segunda-feira amanheceu com a faixa verde reservada ao pedestre pintada de preto e sinalização para os veículos estacionarem.

O mais estranho é que a medida havia melhorado o tráfego de veículos, uma vez que o que provoca congestionamento é a manobra do motorista em rua tão estreita para parar ou sair de uma vaga. Ainda mais estranho, pois enaltecendo as faixas, há apenas dez dias, a prefeitura divulgou a informação “Em três dias, trecho da ampliação das calçadas contabiliza mais de 2,2 mil pedestres”.

O que aconteceu para a prefeitura ter voltado atrás?

Ninguém sabe, uma vez que equipes da Educação para o Trânsito da Urbes realizam pesquisas no local, em dias e horários alternados, para analisar a satisfação de quem utiliza o espaço. Alguns dos dados colhidos revelam que 70,6% gostaria que fosse permanente e 55,9% gostou do novo desenho da rua. Outra informação importante obtida em pesquisa reforça a importância do projeto, 60% das pessoas que circulam a pé pelo Centro chegaram até o local de transporte coletivo.

“Esse número norteia nosso projeto e demonstra para que público estamos desenvolvendo a ação. É natural que no início as pessoas fiquem tímidas de andar pela via, mas isso deve ocorrer naturalmente após as pinturas. Além disso, no caso da obra permanente, os desníveis serão eliminados. Dar prioridade ao pedestre traz mais ganhos do que a proibição de estacionamento de veículos. Tenho certeza que aqui em Sorocaba o projeto será um sucesso como nos locais que já realizamos”, conta Danielle Hoppe, do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento, parceira da Prefeitura na ação.

Por que tais dados foram desprezados?

Com a palavra o secretário de Mobilidade e Acessibilidade, Luiz Alberto Fioravante.

Comentários

Leia também