Senador afirma que Dilma está sequestrada pelo PMDB e sugere o nome de Romero Jucá para negociar sua libertação porque ele sabe falar com o sequestrado, com a Polícia, com o sequestrador, com a família do sequestrado, a mãe do sequestrador que está chorando”¦ fala com todo mundo, se mete no meio da confusão e ainda leva o dinheiro do resgate. É, ele disse isso mesmo. Triste Brasil!

MagnoMaltaO senador Magno Malta, do espírito Santo, já esteve em Sorocaba. Armou um circo para colher o depoimento de Januário Renna, secretário da Administração de Vitor Lippi e defenestrado sob a acusação de pedofilia. Mostrou fotos que seriam do computador de Renna, falou, insultou e…. ? Nada até agora. O momento acabou com Renna e o circo de Magno Malta não deu em nada. Mais uma CPI que só coloca os holofotes sob acusações, acusados e acusadores, mas não mostra nenhum resultado à sociedade.
Pois esse esperto do Malta, novamente dá sua contribuição ao Brasil. Tales Faria, blogueiro do Portal IG, no texto “Dilma precisa de um negociador de sequestro” revela o que me parece ser a maior explicação didática do que é ser parlamentar em Brasília. Nas palavras dele, é ser sequestrador (no caso a bancada toda do PMDB) e ser o negociador do resgate (neste caso ele sugere que o craque para isso é Romero Jucá de Roraí­ma e não Michel Temer, visto como um intelectual.
É chocante. Ainda mais para mim que defendo a política como o meio de atender as necessidades de todos que vivem em sociedade.
Tales de Faria escreveu: O senador Magno Malta (PR-ES) já foi governista de carteirinha durante a administração do ex-presidente Lula.
Agora ele diz que o governo do PT está como “água morro abaixo”, ou seja, em queda acelerada.
Mas compara a administração da presidente Dilma Rousseff à vítima de um sequestro. Provavelmente mantida em cativeiro por sua própria base de sustentação no Congresso.
No vídeo abaixo, Malta diz não acreditar que o novo coordenador político do governo, o vice-presidente da República, Michel Temer, conseguirá resolver o problema.
“Michel é um intelectual, um cara bacana, um cerimonialista. Mas não vejo futuro”, argumenta.
E como libertar Dilma Rousseff?
Segundo ele, a presidente precisa de um especialista, “um negociador de sequestro”. E aponta o nome ideal: seu colega de Senado Romero Jucá (PMDB-RR), que foi líder do governo nas gestões de FHC e de Lula e até no primeiro mandato de Dilma Roussef.
Por que Romero?
Porque ele, segundo Malta, sabe falar “com o sequestrado, com a Polícia, com o sequestrador, com a família do sequestrado, a mãe do sequestrador que está chorando”¦ fala com todo mundo, se mete no meio da confusão e ainda leva o dinheiro do resgate”.
É. Ele disse isso mesmo!
Acesse o post de Tales de Faria e veja o vídeo: http://talesfaria.ig.com.br/index.php/2015/04/09/dilma-precisa-de-em-negociador-de-sequestro-2/

Comentários

Leia também