Sete de dez médicos faltam ao plantão da UPH da Zona Norte e expõe fragilidade do setor

Na manhã de domingo (30/08), dez 10 médicos deveriam estar de plantão no Pronto Atendimento da UPH (Unidade Pré-Hospitalar)da Zona Norte em Sorocaba, mas apenas 3 compareceram ao trabalho. Quem sofreu com essas faltas foram os usuários que chegaram a ficar 6 horas na fila. O gestor da UPH foi chamado e atendeu a reportagem da TV Tem, mas funcionários informam que ele foi esperto e levou a equipe da televisão para a sala da emergência e apresentou um quadro de falsa tranqüilidade, afinal a sala estava vazia porque pacientes foram dispensados, me informa um funcionário que, por razões óbvias, pede sigilo. Essa situação só reforça a convicção da Prefeitura de Sorocaba de que a terceirização da unidade, como acontece na UPH da Zona Leste e na UPA do Éden (administradas pelo BOS), permitem uma gestão que evita problemas ao cidadão. Outra avaliação é a de que algo deve estar errado na UPH se com a falta de 7 médicos a unidade não tenha tido problema. Enfim, este é só mais capítulo na quebra de braço entre médico e prefeitura.

Esta foto foi tirada por um paciente, do celular.

Comentários

Leia também