Sindicato dos Servidores Públicos Municipais vai à justiça pedir autorização para fazer greve na Prefeitura de Sorocaba e solicita audiência com secretário de RH

Reajuste

Último encontro entre sindicato e prefeitura aconteceu em 30 de março no TJ e ficou sem acordo

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba, através do advogado Marivaldo Roberto Soares, entrou na justiça contra a Prefeitura de Sorocaba solicitando a irredutibilidade de Vencimentos e o Direito de Greve. Nesta quarta-feira foi sorteado o juiz (ainda não divulgado quem é) que já está fazendo o chamado Conclusos da Decisão, ou seja, está estudando o que o sindicato está pedindo para tomar sua decisão a favor ou contra o que deseja o sindicato.

Simultaneamente a esse pedido na justiça, o presidente do sindicato, Salatiel Hergezel, solicitou uma audiência com o secretário de Recursos Humanos da Prefeitura de Sorocaba, Marinho Marte, e obteve sucesso. Na próxima sexta-feira, dia 12 de maio, às 10h, eles vão se encontrar pela primeira vez desde o dia 30 de março, quando não houve acordo na audiência de conciliação realizada ontem entre representantes da Prefeitura de Sorocaba e do Sindicato dos Servidores para discutir a reivindicação de reajuste salarial da categoria no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Marinho Marte me explicou que não sabe qual a pauta de Salatiel, mas que aceitou recebê-lo porque não existe motivo para fechar as portas ao diálogo. Porém, Marinho explicou que a Prefeitura espera o resultado financeiro do segundo quadrimestre para dizer qual o teor da conversa que a prefeitura pretende ter com o sindicato em outubro. Se houver melhora, haverá proposta de reajuste. Se estiver igual ou pior não será oferecido nenhum índice de reajuste.

Salatiel Hergezel não atendeu meus chamados.