Sorocaba está na rota do crescimento pós-crise, segundo dados divulgados pela Prefeitura

Os investimentos econômicos implementados e anunciados por empresas em Sorocaba, durante a atual administração, ou seja, no período de um ano e cinco meses do prefeito  Crespo, superam os R$ 1,547 bilhão e devem gerar até o final de 2019 cerca de 1.845 empregos diretos.

Esses dados são da Secretaria de Comunicação e fazem parte da nova estratégia da administração de mostrar o que tem feito, deixando de lado os conflitos que marcaram a gestão em relação aos vereadores. A idéia é que os poderes Executivo e Legislativo, cada um com sua função e responsabilidade, caminhem juntos.

Esses investimentos, segundo a nota oficial, ocorreram nos mais variados segmentos, voltados a instalação, ampliação e novas plantas de indústrias e empresas nacionais e multinacionais. Desde que assumiu a administração, explica a nota, o prefeito Crespo definiu como prioridade ações e projetos que visam conceder incentivos para estimular a indústria, o comércio e prestadores de serviços, além dos centros de distribuição, condomínios industriais e as unidades de logísticas que venham a se instalar em território sorocabano.

Indústria

Na indústria, o subsetor automotivo foi o que mais teve investimentos anunciados em Sorocaba nesse período. A Toyota divulgou, em setembro de 2017, que faria um investimento de R$ 1 bilhão na fábrica do grupo em Sorocaba, para a produção do Yaris. A linha de montagem logo teve início e o veículo foi lançado no dia 7 de junho, com a geração de 500 empregos diretos.

Com investimentos de R$ 221 milhões, a primeira unidade no País da NAL, com sede no Japão e que está instalada em Sorocaba atua na produção de faróis e lanternas para atender a demanda das montadoras. Até 2019 a expectativa da empresa é gerar 300 empregos. A NAL fica na avenida Comendador Camillo Julio, 500, no Jardim Ibiti do Paço, e o anúncio oficial da instalação da empresa na cidade foi feito em outubro do ano passado, pela Prefeitura de Sorocaba. A assinatura do protocolo ocorreu no dia 23 daquele mês, no gabinete do prefeito José Crespo (DEM), com a presença do presidente da multinacional, Kenichi Kowatari, além dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Robson Coivo, e o de Planejamento e Projetos, Luiz Fioravante.

A Prysmian, instalada em Sorocaba, foi responsável por todo o anuncio no subsetor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos. No dia 20 de julho do ano passado, a direção da Prysmian Group reuniu-se com o prefeito para anunciar o investimento de mais R$ 18 milhões para a modernização de tecnologia e elevar a produção na unidade do bairro Boa Vista. Dois meses antes, os mesmos executivos haviam assinado o protocolo de intenções para o investimento de R$ 110 milhões na unidade do bairro Éden. No dia anterior, ou seja, 19 de julho, outra empresa já havia assinado protocolo de intenções para se instalar em Sorocaba: a Master Martini, anunciou o investimento de R$ 50 milhões, com a geração de 50 empregos. Outra empresa que anunciou investimentos e já está em funcionamento desde maio de 2017 é a REV Brasil, cujo valor investido foi de 12 milhões e 200 empregos.

Protocolos de intenção

No último dia 19 de abril, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedeter), em parceria com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e com a empresa Lang Mekra, assinou dois protocolos de intenção com as empresas Varroc do Brasil Comercio, Importação e Exportação de Máquinas Equipamentos e Peças Ltda, e DPR Telecomunicações, que, juntas, vão gerar 350 empregos diretos na cidade. A Varroc do Brasil tem atividades de fabricação de sistemas de iluminação, em especial lanternas e faróis destinados à indústria automobilística, e vai fazer um investimento de R$ 48 milhões na região gerando 180 empregos diretos. A empresa de origem holandesa e indiana terá sede na Av. Paraná, no bairro Cajuru, Zona Industrial de Sorocaba.

A outra empresa que assinou o protocolo de intenção com a Prefeitura de Sorocaba foi a DPR Telecomunicação. As conversas iniciaram no final de 2017, e no dia 19 de abril a empresa efetivou sua decisão de investir cerca de R$ 7 milhões para a instalação de sua unidade, propiciando a geração de 170 empregos diretos na cidade. A DPR é especializada no desenvolvimento de produtos para montagem e manutenção de rede de telecomunicações em geral, visando atender provedores de serviços de comunicação, operadoras de telecomunicação, empreiteiras e revendas. Possui grandes parceiros tecnológicos como a 3M, Nokia, Commscope e PLP. Seus principais clientes são os grandes provedores de serviço de internet.

Supermercados, financeiras e embalagens plásticas

Com investimento total de R$ 12 milhões o Pão de Açúcar inaugurou no dia 31 de agosto do ano passado sua loja em Sorocaba e gerou 20 novos empregos diretos. No mesmo ramo, a rede de supermercados Boa inaugurou em dezembro passado uma unidade na zona leste, com a geração de mais de 200 empregos. O valor do investimento não foi divulgado.

Famosa pelos preços baixos, diversidade e qualidade dos seus produtos, a Armarinhos Fernando também inaugurou a sua primeira unidade no interior paulista em Sorocaba, na região central, em julho do ano passado.

No dia 5 de abril deste ano, o prefeito José Crespo assinou com o Grupo Sorocred mais um protocolo de intenções. O grupo vai investir R$ 18 milhões e pretende gerar 800 empregos diretos, além de outros 3 mil indiretos. Este é o resultado da transferência para Sorocaba de quatro empresas do grupo que estavam sediadas em Alphaville, na cidade Barueri.

Já no último dia 29 de maio, o prefeito Crespo e o secretário Robson Coivo de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda (Sedeter), participaram do coquetel de inauguração da nova planta da ‘Rose Plastic Brasil’, empreendimento que realiza inovações em embalagens plásticas para o mercado farmacêutico. O encontro marcou oficialmente a abertura da nova fase da matriz, que recebeu investimentos de R$ 21 milhões, e é sede administrativa da empresa alemã no Brasil.

Sorocaba pós-crise

“Esse volume de investimentos anunciados e que a cada dia se efetiva é um sinal de que a cidade possui um ambiente de negócios atrativo, apesar das dificuldades e incertezas impostas pela crise econômica e política que o País enfrenta”, disse o prefeito José Crespo, que completou: “Desde que este governo tomou posse, em janeiro de 2017, temos realizado um amplo trabalho no sentido de criar ações e projetos que visam conceder incentivos para estimular a indústria, o comércio e prestadores de serviços, além dos centros de distribuição, condomínios industriais e as unidades de logísticas que venham a se instalar em território sorocabano.”

“Sorocaba está na rota do crescimento pós-crise, e nossa secretaria estará sempre à disposição para auxiliar todas as empresas no aporte de investimentos”, completou Robson Coivo, Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda.

Comentários

Leia também