Sorocaba hospeda seleção de Camarões e recebe imigrantes da Alemanha

Um grupo de cerca de 80 descendentes e imigrantes alemães, vindos da cidade de Arabutã, no interior de Santa Catarina, visitou Sorocaba na manhã de hoje com o objetivo de fomentar o desenvolvimento da cultura da Região Metropolitana de Sorocaba e traçar possíveis alianças entre municípios. O grupo foi recebido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Robson Coivo, que recepcionou o grupo, representando o prefeito José Crespo, que não pode comparecer por estar em outros compromissos previamente agendados.

Já a vinda da comitiva de Camarões, um dos principais países do Continente Africano, acontece a partir de amanhã e terá duração de duas semanas. O objetivo da seleção é desfrutar das hospedagens do Centro de Treinamento do ex-time de futebol Atlético Sorocaba. O mesmo local, durante a Copa do Mundo de 2014, foi sede para a Seleção da Argélia, também do continente africano.

A delegação de Camarões fica de passagem em Sorocaba, já que eles estão na América Latina para participar da Copa do Mundo Sub-17 da Fifa (Federação de Futebol Internacional), que será realizada no Uruguai, entre os dias 13 de novembro e 1 de dezembro, e nesse período tem um objetivo além da preparação do time: “Eu sei o quanto Sorocaba será importante ao desenvolvimento do esporte para essas atletas, onde além do caráter técnico, serão agregados também valores importantes como a integração, a troca de experiências, o compartilhamento cultural e o estreitamento das relações humanas”, afirmou Paulo Pan, empresário que viabilizou a vinda da seleção para o Centro de Treinamento de Sorocaba.

Alemães focam empresa de energia fotovoltáica

O grupo dos descendentes e imigrantes alemães, formado por jovens estudantes, equipes de dança típica, integrantes clube de idosos e uma banda, estava acompanhado de 10 empresários alemães que vieram até o município para conhecer os processos desenvolvidos pela empresa de energia fotovoltaica, Canadian, instalada em Sorocaba há cerca de três anos.

O foco foi traçar parcerias com a organização para possibilitar a implantação das tecnologias sorocabanas em território alemão, além de fomentar o interesse dos investidores para o interior de Santa Catarina – que hoje, tem a economia movimentada através da agricultura e pecuária, com grande abertura para o desenvolvimento tecnológico.

Para o secretário Robson Coivo, a visita é uma oportunidade de desenvolver o turismo sorocabano e fazer com que mais pessoas venham à cidade em busca do lazer: “A ideia é trocar informações culturais, principalmente pela naturalidade alemã dos turistas […] em outras ocasiões, já recebemos comitivas asiáticas, que prospectam negócios e oportunidades para ambas regiões. Neste caso, o foco é realmente a troca de sensações entre um município de cerca de 5mil habitantes (Arabutã) em contraste com Sorocaba, que já se encontra com 700 mil pessoas”.

A excursão saiu do interior de Santa Catarina na última sexta-feira (19) e passou por uma viagem de 17h para que os grupos musicais e de dança pudessem se apresentar na típica festa alemã de Limeira, a XV Deustches Fest. Em seguida, vieram para a cidade de Sorocaba, a fim de conhecerem a diversidade cultural da região.

De acordo com o vice-prefeito de Arabutã, Olguin Ricardo Metz, embora seja a primeira vez do grupo em Sorocaba, essa é a segunda vez que a Prefeitura de sua cidade proporciona esse tipo de atividade aos seus cidadãos. “Gostamos muito de oferecer esse tipo de atividade a nossa população. A cidade é muito pequena, precisamos sair de lá para que as pessoas tenham o conhecimento de culturas diferentes, além de terem a oportunidade de conhecerem como é a vida na cidade grande”, afirmou.

Após a recepção, o grupo realizou um tour por Sorocaba, passando pela Locomotiva 58, pelo Paço Municipal e encerrando a tarde de visitas no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”.

Camarões foca no estreitamento das relações humanas

Visando a Copa do Mundo Sub-17 da Fifa (Federação de Futebol Internacional), que será realizada no Uruguai, entre os dias 13 de novembro e 1 de dezembro, a seleção feminina sub-17 de Camarões desembarcará nesta terça-feira (23) à cidade de Sorocaba para um período de treinamentos e amistosos que serão realizados na cidade.

A delegação, que ficará concentrada no centro de treinamento do Atlético Sorocaba, teve sua vinda ao Brasil viabilizada pela Paulo Pan Sports e está contando com o apoio da Prefeitura de Sorocaba, através das Secretarias de Esportes e Lazer e de Cultura e Turismo, além da marca esportiva Topper.

Os efeitos do intercâmbio entre Brasil e Camarões são vistos com bons olhos no bom desempenho das seleções nas competições, como a primeira classificação da seleção de vôlei para uma olimpíada, no Rio de Janeiro em 2016, onde no ano seguinte a mesma conquistou o título inédito da Copa Africana.

Há mais de 15 anos, a Paulo Pan Sports leva a expertise brasileira em treinamentos às nações africanas com o objetivo de promover desenvolvimento técnico e físico, fazendo com que assim o período no Brasil proporcione à seleção de Camarões uma experiência de vida, já que estará hospedada em um país com língua desconhecida e uma cultura diferente da que estão acostumadas.

“Eu sei o quanto Sorocaba será importante ao desenvolvimento do esporte para essas atletas, onde além do caráter técnico, serão agregados também valores importantes como a integração, a troca de experiências, o compartilhamento cultural e o estreitamento das relações humanas. É o esporte atravessando fronteiras geográficas, étnicas, culturais e sócio econômicas, promovendo a inclusão, igualdade e o respeito a todos”, afirmou Paulo Pan.

Profissionais brasileiros darão um suporte neste período de preparação de Camarões para o mundial. O ex-supervisor das categorias de base do Corinthians e atual CEO do Sport Club Atibaia, Flávio Alves, emprestará sua experiência na formação de jogadores às jovens camaronesas nos treinos técnicos, com Alex Santos que será o auxiliar, Rodolfo Fermino responsável pela preparação física, o fisioterapeuta, Luis Fylipe Batista, que cuidará da recuperação física das atletas e Rômulo “Sughy” que será o coordenador operacional.

Os efeitos do intercâmbio entre Brasil e Camarões são vistos no bom desempenho das seleções nas competições, como a primeira classificação da seleção de vôlei para uma olimpíada, no Rio de Janeiro em 2016, e no ano seguinte a mesma conquistou o título inédito da Copa Africana. Lembrando que quando o Brasil foi país sede da Copa do Mundo de Futebol em 2014, Sorocaba recebeu como hóspede a também africana, seleção da Argélia.

Os grupos do maior torneio internacional de futebol já estão definidos. As camaronesas estão no Grupo C, junto das adversárias Alemanha, Coréia do Norte e Estados Unidos – jogo da estreia que será realizado no dia 14 de novembro.

Comentários

Leia também