Sorocaba se destaca na criação de novas vagas de empregos

Em janeiro e fevereiro de 2019, o Brasil criou 211.474 novas vagas de emprego formal, ou seja, com o trabalhador tendo a Carteira de Trabalho assinada pelo empregador o que lhe garante os direitos previstos em lei. São vagas criadas, pois elas são o saldo, ou seja, a diferença entre contratações e demissões.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério da Economia e mostram Sorocaba como a 18ª cidade do Brasil com melhor desempenho na criação de empregos, ficando à frente de Campinas, por exemplo. No saldo sorocabano, o destaque fica para as vagas criadas no setor de Serviços e a má notícia para o comércio, que fechou vagas.

Os números do Brasil são animadores uma vez que em comparação com o passado, a última vez que um mês de fevereiro teve bom desempenho na criação de vaga formal de emprego foi em 2014, portanto há 5 anos.

Mais do que uma retomada formal da economia, esses bons números demonstram um fator anterior, o da confiança do cidadão em consumir. É um fator econômico, mas primordialmente um fator psicológico que vai levar o brasileiro a mudar seu hábito de se precaver e passar a consumir. Só assim a roda gira, afinal: se há consumo, há produção e há emprego.

Destaque para os Serviços

O setor de serviços, onde Sorocaba se destacou com a criação de mais de 1400 vagas, envolve diferentes ramos: transportes, comunicações, comércio, instituições financeiras, administrações públicas etc. Nele estão incluídos desde os grandes conglomerados financeiros, altamente capitalizados, com trabalhadores organizados em fortes sindicatos, até o comércio varejista, onde se diferenciam os grande hipermercados e as quitandas de bairro.

As 20 melhores cidades

1ª) São Paulo (SP): +23.991 postos

Setor que mais abriu vagas: serviços (+24.149)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-5.649)

 

2ª) Vacaria (RS): +8.076

Setor que mais abriu vagas: agropecuária (+7.741)

Setor que mais fechou vagas: serviços de utilidade pública (-2)

 

3ª) Curitiba (PR): +7.538

Setor que mais abriu vagas: serviços (+5.646)

Setor que mais fechou vagas: extrativa mineral (-1)

 

4ª) Belo Horizonte (MG): +7.052

Setor que mais abriu vagas: construção civil (+4.565)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-2.239)

 

5ª) Brasília (DF): +4.673

Setor que mais abriu vagas: serviços (+4.033)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-1.111)

 

6ª) Dourados (MS): +4.650

Setor que mais abriu vagas: serviços (4.809)

Setor que mais fechou vagas: indústria de transformação (-199)

 

7ª) Joinville (SC): +4.598

Setor que mais abriu vagas: serviços (+2.269)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-201)

 

8ª) Franca (SP): +3.731

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+3.121)

Setor que mais fechou vagas: agropecuária (-64)

 

9ª) Blumenau (SC): +3.428

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+2.077)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-154)

 

10ª) Caxias do Sul (RS): +3.309

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+1.497)

Setor que mais fechou vagas: extrativa mineral (-1)

 

11ª) Maringá (PR): +2.444

Setor que mais abriu vagas: serviços (+930)

Setor que mais fechou vagas: administração pública (-4)

 

12ª) Nova Serrana (MG): +2.347

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+2.225)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-18 )

 

13ª) Venâncio Aires (RS): +2.230

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+2.142)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-14)

 

14ª) Itajaí (SC): 2.130

Setor que mais abriu vagas: serviços (+722)

Setor que mais fechou vagas: nenhum fechou vagas

 

15ª) Goiânia (GO): +2.108

Setor que mais abriu vagas: serviços (+2.057)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-497)

 

16ª) Jaraguá do Sul (SC): +2.006

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+1.465)

Setor que mais fechou vagas: extrativa mineral (-2)

 

17ª) Brusque (SC): +1.978

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (+924)

Setor que mais fechou vagas: construção civil (-32)

 

18ª) Sorocaba (SP): +1.907

Setor que mais abriu vagas: serviços (+1.404)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-470)

 

19ª) Campinas (SP): +1.902

Setor que mais abriu vagas: serviços (+2.086)

Setor que mais fechou vagas: comércio (-856)

 

20ª) Sertãozinho (SP): +1.613

Setor que mais abriu vagas: indústria de transformação (831)

Setor que mais fechou vagas: nenhum fechou vagas

Comentários

Leia também