Sorocaba vira referência nacional no investimento em economia criativa

A Endeavor Brasil (organização de apoio ao empreendedorismo e empreendedores de alto impacto) divulgou uma lista de 30 municípios de todo o território nacional e colocou Sorocaba em 6° lugar na categoria “Tamanho da Economia Criativa”.

Fatores como o investimento municipal, a infraestrutura oferecida pela cidade, os empregos gerados dentro do tema e o tempo de crescimento dessa nova forma de economia foram relevantes para que Sorocaba fosse comparada com capitais como o Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, e Florianópolis, ficando à frente de Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Natal.

Segundo a assessoria de comunicação do prefeito Crespo, outros fatores importantes para a conquista da colocação de Sorocaba, que tende a subir cada vez mais com o passar dos anos, foi o crescimento acelerado do maior centro regional de desenvolvimento em inovação, tecnologia e empreendedorismo, o Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) somados as grandes aplicações em capacitação para o mercado de trabalho realizados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda.

Considerada a bola da vez no mundo da economia, a criatividade é a nova aposta na forma de produção de renda: segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. Ou seja, todo o produto de consumo que seja cultural, tecnológico ou midiático está inserido nessa nova forma de ganhar dinheiro.

Além dos números apresentados pelos índices, os resultados obtidos pelos investimentos no setor podem ser visualizados por toda a cidade. Um exemplo disso é a chegada da Universidade Belas Artes, a maior do país no ensino de Economia Criativa que, após estar sediada durante anos apenas em São Paulo, escolheu Sorocaba para receber a sua segunda filial – o território fértil para os investimentos em educação, somados ao alto desenvolvimento da economia criativa no município foram fatores decisivos para a escolha.

A presença do Parque Tecnológico contribui diretamente para o aumento da procura para esse novo modelo de gestão econômica, uma vez em que fomentar a economia criativa é uma das principais diretrizes da organização público-privada. Durante seus 7 anos de existência, o PTS tem oferecido palestras, mentorias e programas de incentivo que valorizam e estimulam os investimentos dos profissionais nas suas respectivas áreas. Por ser um centro e referência em estudos de inovação, tecnologia e empreendedorismo, o Parque oferece todo o apoio necessário para que gestores possam dar o seu primeiro passo para a geração de renda independente.

Comentários

Leia também