Sorocabanos no protesto de Brasília vêem ataque covarde e desproporcional

FabianaCaramez24517

Sorocabana Fabiana Caramez faz self dela na marcha de protestos de hoje em Brasília

Assim como pedi aos deputados federais sorocabanos (leia postagens acima) que se manifestassem sobre o momento em que, daqui de Sorocaba, era possível acompanhar ao vivo pela televisão e internet o que ficou classificado como “Brasília em chamas” uma alusão ao momento de turbulência institucional e, literalmente, o fogo em prédios da Esplanada dos Ministérios, pedi também que a sorocabana Fabiana Caramez, presidente da regional de Sorocaba do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, e uma das integrantes da comitiva de 12 ônibus e uma van que deixou Sorocaba para engrossar os protestos de Brasília, fizesse sua análise deste momento.

Leia íntegra do que ela me disse: Foi um ato muito representativo. Entre 150 mil e 200 mil, trabalhadores e trabalhadoras de todo o país, de todas as categorias, unidade de todas as centrais brasileiras, marcharam contra a retirada de direitos trabalhistas e sociais. Uma grande e forte participação dos movimentos de juventude, que resistiram bravamente ao desproporcional e covarde ataque das forças de repressão. Reforço, ataque covarde e desproporcional das forças de repressão. O Congresso é a “casa do povo” e mais uma vez o povo foi impedido de entrar. Um fato antidemocrático. Sobre quebra-quebra e fogo em prédios, de onde foi feita nossa marcha, não foi possível presenciar nada disso.