Tal vídeo se mostrou borrão como o do “Teste de Rorschach”

O tal vídeo da reunião do presidente da república, seu vice, e seus ministros se resume àquela expressão, quando se está numa discussão e cansado de argumentar alguém diz: quer que eu desenhe para você entender?

E o vídeo é o desenho para se entender este governo.

E como o desenho da discussão, ele deveria ter um único significante, todos os que o assistem deveriam ver a mesma coisa.

E não é isso o que aconteceu: os que gostavam do presidente continuam gostando, os que não gostam continuam não gostando.

O tal vídeo se mostrou um borrão como o do “Teste de Rorschach”, técnica projetiva da Psicologia que tem como objetivo principal investigar e conhecer todos os cantos da nossa mente, desde ideias e tendências mais evidentes até nossos medos e inseguranças mais profundos. Este teste de personalidade tem base na análise das interpretações que cada pessoa faz de diferentes manchas de tinta.

Eu, que sou dos que não gostam do presidente e há muito tempo, bem antes da facada (as postagens aqui, mas principalmente minhas colocações no programa O Deda Questão no extinto Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) assim o atestam), estou inconformado como pessoas cultas, diplomadas, com acesso à educação, hoje trabalhando como médicos, engenheiros, calculistas, vendedores… empresários, enfim, pessoas com as quais são do meu convívio não enxergam o extremismo, autoritarismo e completo desrespeito do mandatário de plantão por qualquer um que não concorre com ele.

Dizer que o presidente representa o antiPT, antiLula, antiEsquerda é tão simplório. Dizer que ser contra o presidente é ser petista é de tamanha obtusidade… É uma aberração ver essa gente tendo um mínimo de respeito pelo inclassificável Olavo de Carvalho, o pancado de Virgínia, que resolveu resumir algumas idéias para que iletrados tivessem acesso a alguns complicados conceitos filosóficos.

E descubro que minha indignação é comigo mesmo. Que dediquei tempo a essas pessoas e me permiti enganar que eram pessoas do bem, pensando numa possibilidade de um local melhor para que todos vivessem em harmonia, digamos assim.

A forma com que esses seguidores do presidente defendem a hidroxicloroquina, um derivado mais moderado da cloroquina, diante das negativas da ciência é igualmente insana como a de qualquer outro extremista.

Onde me enganei com vocês?

Não, não sou comunista. As pedras que me atiram apenas me machucam e o vermelho que vocês vêem são do sangue das feridas, não da minha ideologia.

Não, não preciso de remedinho algum. Minha tristeza nasce da minha impotência diante de mais um meme, noticiazinha do Jornal da Cidade, graficozinho fabricado aos interesses do seu comandante compartilhado aos milhares por vocês.

Não, não paro com isso. Sempre disse que como outros vírus, esse também só se combate com anticorpos (a imunização natural vai custar milhares ou milhões de vidas!!!! e a cultural, via vacina, com todo sucesso da ciência, ainda levará de um ano e meio a 2 anos para ter eficácia e eficiência comprovadas).

O tal vídeo é o desenho do que eu vejo e não quero para mim e para o Brasil.

Comentários

Leia também