Termina em agressão física protesto da CUT de Sorocaba contra Lippi em Piedade

VLagressaoPiedadeO fato aconteceu na noite de segunda-feira passada (03/07), mas somente na hora do almoço desta terça-feira (04/07) ele veio à tona com a divulgação de um vídeo da confusão ocorrida no auditório da Associação Comercial e Industrial de Piedade: o deputado federal Vitor Lippi, como já havia feito na Associação Comercial de Sorocaba, ministrava uma palestra para cerca de 100 pessoas (na maioria empresários do comércio e da indústria de Piedade) sobre a Reforma Administrativa aprovada na Câmara, com voto de Lippi, e que está para ser também aprovada no Senado e entrar em vigor no Brasil. Lippi usa um powerpoint para mostrar as mudanças que 100 artigos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) sofreram com a reforma.

Mas ao contrário do que aconteceu em Sorocaba, um grupo estacionou um veículo Van do lado de fora da associação e ligou o som em alto volume, atrapalhando a explanação de Lippi. Identifiquei que essa Van estava ocupada por cerca de 10 pessoas que foram de Sorocaba até Piedade, são filiadas à CUT (Central Única dos Trabalhadores), embora não identificassem a qual sindicato fizessem parte. A bandeira era da CUT e entre essas dez pessoas, se identificou gente de Sorocaba assim como a placa da Van.

Até aí, o barulho só atrapalhava. Porém, três jovens, quando já havia transcorrido metade da palestra do deputado Lippi, entraram na sala e sentaram-se na primeira fileira. Eles tinham um mochila em mãos e ficavam passando-a de um para o  outro, as vezes abrindo e olhando para dentro dela. Uma atitude que gerou tensão entre os presentes, mas que não provocou reação alguma.

Terminada a palestra, os presentes puderam se inscrever para fazer perguntas. O primeiro a fazer foi o prefeito de Piedade, José Tadeu de Resende (PSDB). O segundo foi um dos jovens que entrou no meio da palestra e aí que começou a confusão. Com o microfone em mãos, o jovem passou a desferir ofensas contra o deputado, pelo seu voto a favor da reforma e por defendê-la em atos como esse de Piedade. Quando havia constrangido o deputado, o jovem passou a ofender aos presentes chamando-os de coxinhas e outros palavrões.

Neste instante, a plateia começou a se alvoroçar e o jovem seguia com os xingamentos. Um assessor de Lippi, Tiago Cordeiro, tentou intervir e o jovem, percebendo que seria dominado, atirou com força o microfone de metal (portanto pesado) em direção a Lippi. O microfone passou perto da cabeça do deputado e, certamente, se tivesse acertado teria machucado de modo profundo.

No meio da confusão, quem se deu mal foi o filho do prefeito de Piedade. Ele levou uma cabeçada no nariz de um dos jovens e jorrou sangue para todo lado. Ele foi socorrido no Hospital Unimed em Sorocaba onde permanecia internado até a tarde de hoje.

Ao portal Ipanema (www.jornalipanema.com.br), onde um vídeo sobre a briga pode ser assitido, o deputado federal Vitor Lippi se manifestou: “Lamentamos o comportamento dos manifestantes e pelo fato de o desfecho [da palestra] não ter ocorrido de forma tranquila”.

Ninguém da CUT quis se manifestar sobre o episódio. Mas o espaço está aberto para que se manifestem.