Torcida organizada Gaviões da Fiel pressiona deputados de Sorocaba pelo whattapp a assinarem CPI da Merenda

Os integrantes da sede sorocabana da torcida organizada Gaviões da Fiel, que defendem e torcem no futebol pelo Corinthians, voltaram a pedir a abertura de uma CPI na Assembléia Legislativa para apurar a chamada Máfia das Merendas (onde o dinheiro público era desviado da comida dos estudantes da rede estadual de ensino). O foco principal da torcida é Fernando Capez, hoje deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Quando promotor público, Capez pediu a extinção das torcidas organizadas e acusou a Gaviões da Fiel de atos ilícitos.

Primeiramente fizeram atos públicos em diversos locais do Estado. Em Sorocaba foi uma manifestação envolvendo cerca de 150 pessoas na praça Coronel Fernando Prestes, no centro da cidade. Mas hoje eles mudaram a estratégia e mandaram mensagens pelo whattsapp aos deputados para que assinem a instalação da CPI da Merenda. Maria Lúcia Amary (PSDB) e vice-presidente da Assembléia já me disse que uma CPI dessa natureza é para que seja palco de politicagem da oposição e que não vai assinar um pedido de CPI. Mesmo assim ela recebeu o pedido pelo whatts. Carlos Cézar (PSB), partido do vice-governador do Estado, e Raul Marcelo (PSOL) – todos os três sorocabanos – também receberam a mensagem pedindo que assinem a lista. Apenas Raul Marcelo é favorável.