Três semanas depois da minha pergunta “o que significa a filiação de Flávio Chaves no DEM” veio a resposta: ele é anunciado o secretário responsável pelas relações com os vereadores e com a Região Metropolitana

Flávio Chaves é o novo titular da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas na Prefeitura de Sorocaba no lugar de Marinho Marte que, agora, está oficialmente afastado do cargo por determinação da justiça em razão de uma ação do Ministério Público sobre os recursos financeiros de sua campanha para vereador em 2016.

Essa escolha do prefeito Crespo, anunciada no final da tarde de hoje de maneira oficial, foi divulgada pela coluna O Deda Questão no Flash News da rádio Ipanema (FM 91.1Mhz) e, no meu entender, responde a minha colocação, do dia 26 de março, quando contei da filiação de Flávio Chaves no DEM: “Seguramente o único político sorocabano que já foi vereador, prefeito, deputado estadual e deputado federal, Flávio Chaves, está com a ficha de filiação do DEM assinada. O que isso significa na prática será possível de se entender a partir das próximas movimentações”, escrevi há três semanas. E a resposta é: o currículo de Flávio lhe dá as credenciais necessárias para que o prefeito tenha uma relação com os vereadores mais diplomática e imponha a liderança natural da cidade na Região Metropolitana.

O que dizem

Em entrevista aos jornalistas, em seu gabinete, o prefeito Crespo falou sobre a saída de Marinho Marte: “Acreditamos que ele poderá voltar em alguma data, mas como não se sabe ao certo, tomamos essa decisão para evitar prejuízos à Secretaria, que tem entre seus objetivos a relação com o legislativo, demais instâncias de governo e com a região metropolitana”.

Flávio Chaves, na mesma entrevista, disse: “O grande desafio é o convencimento de que existem caminhos comuns para as questões de interesse da cidade”.

Os vereadores, com os quais conversei, preferiram se manifestar em off diante do anúncio para evitar que qualquer manifestação crie problemas. Acho prudente isso, porém, resumo dois sentimentos que apurei em comum com os quais conversei: 1) o prefeito profissionalizou sua relação com a Câmara; 2) o prefeito pode ter dado um tiro no pé uma vez que Flávio Chaves tem luz própria e não vai aceitar ser usado como garoto de recado, ou seja, não vai custar nada para ele pedir demissão amanhã se entender que falta lealdade com ele na função que desempenha. Concordo com as duas colocações.

Comentários

Leia também