Um amigo me conta que foi abordado por pesquisador que busca identificar o que o sorocabano espera do próximo prefeito e pensa sobre o pré-candidato a prefeito do DEM

Graças a um trabalho iniciado pelo então pré-candidato a prefeito Renato Amary, que se retirou da disputa e passou o bastão para Crespo, o pré-candidato do DEM já tem 9 partidos coligados ao seu nessa corrida eleitoral o que vai lhe garantir senão o maior, um dos maiores tempos dos candidatos no horário da propaganda de rádio e televisão. Justamente por isso é fundamental que o candidato saiba o que dizer e, mais que isso, que diga o que o eleitor quer ouvir. Para isso servem as pesquisas. E um amigo me conta que foi abordado na manhã de hoje (28/07) na porta de um edifício localizado atrás da Padaria Real no bairro Campolim. O pesquisador quis saber dele: 1) O que espera do próximo prefeito; 2) o que acha do atual prefeito; 3) na visão do pesquisado o que está pior: segurança, saúde, educação… Esse meu amigo me contou também que o pesquisador citou Crespo mais de uma vez de maneira a sondar se o pesquisado já conhecia Crespo, o trabalho dele e por fim o que achava de Crespo. Uma técnica para identificar se existe rejeição a Crespo e a razão dessa rejeição.

Na foto, aparecem o ex-governador de São Paulo Luiz Antônio Fleury Filho (PMDB) e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, logo após terem declarado apoio à pré-candidatura do vereador José Crespo (DEM) à Prefeitura de Sorocaba. A articulação do encontro, ocorrido em São Paulo, foi de Renato Amary.