Vereador não dá nomes e frustra ouvintes da coluna O Deda Questão na rádio Ipanema ao revelar uma lista requentada de denúncias como sendo as quadrilhas que atuam na Prefeitura de Sorocaba. Mais do mesmo. Amarelou. Muito trovão e pouca chuva. Só fumaça. Estes foram alguns adjetivos que ouvi

O vereador Crespo não citou um único nome de pessoas que fariam parte das 18 quadrilhas que ele disse atuar na Prefeitura de Sorocaba e que impediriam o prefeito Pannunzio de governar. Foi frustrante sua atuação. Ele entregou aos jornalistas do Jornal Ipanema durante a coluna O Deda Questão uma lista com o que ele chamou de 18 quadrilhas (veja abaixo a relação) e durante o programa acrescentou uma denúncia a mais. A grande maioria refere-se ao governo Lippi. Ao responder o que essas denúncias (a maioria requentada) atrapalhava ao atual governo, como o vereador disse na tribuna e na rádio, ele afirmou que o prefeito estava jogando embaixo do tapete a sujeira passada, se recusando a investigar e sendo conivente com o que as pessoas denunciadas por ele seguem fazendo na prefeitura. A mesma lista lida pelo vereador hoje na rádio ele protocolou na Polícia de Sorocaba no dia 27 de novembro de 2014. Questionado por mim, Crespo afirmou que “não vou citar os nomes porque eles estão em investigação pela Polícia. Presumo que esteja em investigação policial. Se você fala o nome, talvez alguns ainda não estejam dentro do processo”, explicou.
Por onde andei na tarde hoje senti um clima de decepção com o fato do vereador não ter revelado nomes: Mais do mesmo. Amarelou. Muito trovão e pouca chuva. Só fumaça. Estes foram alguns adjetivos que ouvi.
Quadrilhas que agem na prefeitura de Sorocaba, segundo o vereador:
Serviço de Funerária com taxa irregular – Cobrança irregular de serviço de tanatopraxia – procedimento de preparação de cadáver para velório. (Ação Popular na Vara da Fazenda Pública, número 3.031.637-04.2013.8.26.0602)
Atestados falsos de médicos – Médicos emitiam atestados falsos para outros profissionais que atuavam na rede municipal de saúde. (Requerimento número 1.140/2014)
dívida na Santa Casa – Rombo de R$ 50 milhões de reais em dívidas do hospital público. Fato culminou em requisição para que a Secretaria de Saúde passasse a administrar a unidade. Atualmente, a Santa Casa é investigada pela Polícia Civil de Sorocaba. (Representado por uma Ação Civil Pública na Vara da Fazenda Pública – número 713-27.2014.8.26.0602)
Abusos na Guarda Civil Municipal – Crimes de abuso de autoridade sendo cometidos por guardas que integram a Romu (Ronda Municipal) (Representado no Ministério Público, nº 1.507/2014)
Troca de animais no Zoológico – Pessoas estariam trocando animais de dentro do Zoo Quinzinho de Barros com outros zoológicos particulares. Segundo Crespo, esta representação foi feita há meses. Servidores da Secretaria de Meio Ambiente não estariam cadastrando novos animais para realizar estas trocas irregulares. (Representação no Ministério Público Estadual, número 553/2014)
Cartel das pavimentadoras – Investigação sobre acordo ilegal entre concorrentes para pavimentação na cidade (Representação número PRM-SRC-SP 895/2013 ao Ministério Público Federal)
Fiscalização de obras atrasadas – Suposta quadrilha agiria na fiscalização de obras públicas. No total, Crespo cita 48 obras atrasadas e cartéis que teriam se formado em algumas delas. O vereador informa que o Ministério Público engavetou o relatório. (Relatório da CPI 001/2013)
Cartel da merenda escolar – Investigado pelo Gaeco, o cartel, que integraria empresas terceirizadas de merendas escolares municipais, movimentaria R$ 1 milhão/mês em propina (CPI 04/2014)

Comentários

Leia também