Vereador perde o mandato na Câmara de Sorocaba, mas mantém secretário de governo da Prefeitura como cliente em seu salão de cabeleireiro

O vereador Saulo do Afro Arts (PRP) teve os direitos políticos cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral há um ano diante de condenação, que transitou em julgado (em que não existe mais possibilidade de recurso) na Justiça, pelo uso de documentação falsa na venda de um carro de segunda mão. Longe do Poder Legislativo, Saulo voltou ao seu trabalho de cabeleireiro na Vila Helena, na zona norte. E quem tinha hora marcada para cortar o cabelo no final da tarde de hoje por lá é João Leandro da Costa Filho, secretário de Governo do prefeito Pannunzio.

Comentários

Leia também