Vereador reconhece que se excedeu em fiscalização no Samu e disse coisas que podem ser interpretadas de maneira pejorativa. “Erro meu, injustificável”, diz

PericlesSamuA denúncia de que o vereador Péricles Régis chamou funcionários do Samu (Serviço Atendimento Médico de Urgência) de vagabundos correu nas redações de todos os jornais da cidade com a informação de que havia um BO (Boletim de Ocorrência) contra ele. Porém, o BO não foi disponibilizado pela polícia (se é que ele foi mesmo elaborado), mas um vídeo do vereador reconhecendo que se excedeu e disse palavras que podem ser interpretadas de maneira pejorativa levou ele a gravar um vídeo pedindo desculpas, onde ele afirma que cometeu erro injustificável na busca de cumprir a minha missão de fiscalizar.

Leia a íntegra da manifestação do vereador: Na quinta-feira (28/07), recebi uma denúncia de irregularidades com as ambulâncias do SAMU (Serviço Atendimento Médico de Urgência) e fui até a sede do serviço para fiscalizar. Ao chegar, perguntei a um motorista se poderia ter acesso às listas de manutenção de cada veículo. Diante da negativa deste funcionário, me excedi e disse coisas que podem ser interpretadas de maneira pejorativa. Erro meu, injustificável. Antes de encerrar a diligência, consegui me desculpar com alguns dos funcionários. Pouco mais tarde, refleti minha postura e voltei ao local para pedir perdão aos socorristas. Também consegui telefonar para o motorista com quem iniciei a discussão e lamentei o ocorrido. Por estar vereador, sei da responsabilidade do meu cargo. Sei que errei, mas foi na busca de cumprir a minha missão de fiscalizar. O que fazia, era tentar defender os interesses da população. Peço desculpas novamente aos funcionários do Samu, aos demais vereadores, aos sorocabanos e especialmente aos 9.139 eleitores que me colocaram aqui.