Deputada sorocabana passa a ser a 2ª vice-presidente da Assembleia Legislativa e aceita a decisão do governador de fazer de um jovem parlamentar de 33 anos, da cidade de Americana, o presidente da Casa

MariaLucia

A deputada estadual Maria Lúcia Amary, com base eleitoral em Sorocaba, onde teve a maioria dos votos que a levaram para o seu atual mandato na Assembleia Legislativa, aceitou a decisão do governador Geraldo Alckmin de fazer o jovem Cauê Macris, de apenas 33 anos, da cidade de Americana, o presidente da Casa na tarde de hoje (15/03). Todos são do PSDB. Cauê é filho de Vanderlei Macris veterano deputado e aliado de Alckmin. Dos 94 votos possíveis, ele obteve 88 votos. Ela também topou deixar a 1º vice-presidência e assumir a 2º vice.

O deputado Luiz Fernando Teixeira (PT) foi eleito, com 89 votos, o 1º secretário da Assembleia Legislativa para o biênio 2017/2019. Estevam Galvão (DEM) é o 2º secretário, Analice Fernandes (PSDB) é a 1ª vice-presidente e Maria Lúcia Amary a 2ª vice-presidente. Os eleitos fizeram rapidamente seus agradecimentos aos companheiros de legenda e aos deputados de uma maneira geral, elogiando os que ocuparam esses cargos no último biênio.

Em seu discurso de posse, Cauê disse: “Vamos valorizar a produção legislativa que tenha impacto social”, adiantou, creditando a valorização do Legislativo à maior participação da sociedade para debater os problemas do Estado. “O trabalho do Parlamento não se resume à produção de leis; temos que restabelecer a relação de convivência com a população”, avaliou. Cauê também prometeu inovar na comunicação institucional, valendo-se das novas tecnologias para explicar à sociedade, em palavras simples, o que vêm a ser os procedimentos, atos, pautas, projetos de lei que compõem o que chamou de “complexo legislativo”.

FOTO: Deputada sorocabana demonstra sua alegria em seguir na Mesa de comando da Assembleia, agora como 2º vice-presidente

Comentários

Leia também