Comissão Processante vai se basear na opinião pública para sustentar cassação

OposicaoCassacaoOs vereadores que se fecharam em torno da cassação de Crespo vão se apegar às 39 páginas do relatório da Comissão Processante – formada pelos vereadores Fausto Peres, Vitão do Cachorrão e Silvano Jr. – onde estão os argumentos técnicos que indicam que o prefeito Crespo cometeu falta de decoro (ao xingar a vice-prefeita e o secretário Hudson Zuliani) e prevaricou ao não investigar a denúncia de que sua assessora tinha o que eles entendem que seja diploma falso.

Mas é a opinião pública (que escolheu o lado da vice prefeita ao longo dos 60 dias de embate público entre o prefeito e ela) que terá peso na argumentação. Seria 100% eficiente essa estratégia caso a eleição fosse logo ali, porém, como é daqui 3 anos, existe a chance de não abalar os vereadores que, nas contas do prefeito, o manterão no cargo.

O fato é que quem apoiou Crespo no 2º turno na disputa com Raul Marcelo, nesses 8 meses de governo, está no mínimo, vou dizer, descontente com o que o prefeito fez nesse período. Há quem reclame do salto dele (ao não atender esses apoiadores), da sua ingratidão (por tomar decisões que contrariaram quem o apoiou) e do que chamam de soberba (por dizer que faz o que nunca antes foi feito).

O peso desses formadores de opinião sobre os vereadores, porém, é algo de difícil conclusão.