Justiça com as próprias mãos

O delegado assistente do 3º DP de Sorocaba, Bacílio César de Sá Cassar, da Polícia Civil de Sorocaba, divulgou na última quarta-feira que identificou o motorista que provocou o acidente que matou um motociclista na Avenida Américo de Carvalho, no Jardim Europa, na zona oeste de Sorocaba na noite de domingo, dia 3 de fevereiro, quando ele foi decapitado com o choque da sua cabeça com um poste de iluminação no canteiro central da avenida.

O motorista tem 40 anos e não teve a identidade divulgada pela polícia por que a investigação está em inquérito. Ele foi intimado, compareceu à delegacia, explicou o que aconteceu, e deverá responder em liberdade por homicídio culposo, quando o acusado não tem a intenção de matar.

Ainda bem que a polícia cumpriu seu trabalho com excelência, uma vez que diante do choque da sociedade com o fato, há quem quisesse fazer justiça com as próprias mãos.

Isso aconteceu com Joice Alessandra, uma jovem mãe que passou a ser responsabilizada injustamente pelo acidente da moto que decapitou o rapaz. Ela quase apanhou na rua, baixou viaturas de polícia na casa dela e “justiceiros” colocaram até o endereço da vó dela no Facebook. Mas ela não teve nada com o acidente. Ela apenas foi comprar lanche perto do local do acidente com um carro branco batido e, então, um grupo falou que o carro era responsável e se criou a confusão. Ainda bem que foi só confusão. Ainda bem que a polícia identificou o verdadeiro envolvido no acidente.

Comentários

Leia também