Sorocaba debate importância da denúncia contra violência “escondida”

Por solicitação do vereador Rafael Militão (MDB) a Câmara de Sorocaba realiza na próxima quinta-feira (23/08), às 19h, a audiência pública “Quebrando o Silêncio”, onde serão discutidos assuntos relacionados violência e abuso contra crianças, adolescente, mulheres, idosos e a importância da denúncia.

A proposta da audiência pública surgiu após o vereador Militão conhecer o projeto educativo e de prevenção contra o abuso, a violência doméstica e no convívio social promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002. “Fomos procurados por integrantes da igreja e propusemos um projeto de lei. Por unanimidade a proposta foi aprovada na Câmara”, coloca Militão.

No dia 30 de junho o prefeito Crespo sancionou a nova lei. “O ‘Dia Municipal Quebrando o Silêncio’ foi incluído no calendário oficial do município de Sorocaba e será lembrado todo quarto sábado do mês de agosto”, explica o vereador.

Para Militão o tema é de suma importância para sociedade, não pode ficar restrito somente à igreja. “A comunidade também deve participar deste projeto ajudando outras pessoas, uma vez que, o maior objetivo do ‘Quebrando o Silêncio’ é ajudar pessoas. A denúncia do agressor é um caminho para redução desse tipo de crime”, finaliza o vereador Militão.

Comentários

Leia também