Acabou o mistério, enfim: ‘noiva’ da eleição para vereador de 2016 decide se filiar ao PMDB

Vitão do Cachorrão obteve mais de 4 mil votos na eleição de 2012 quando concorreu a vereador e agora que o prazo para filiações começa a se afunilar (termina em 5 de outubro) ele virou uma espécie de “noiva” da eleição de 2016, ou seja, passou a ser desejado por todos os partidos. A disputa por fortes candidatos a vereador está disputadíssima e quem tem potencial para 300, 400, 500 votos é disputado quase que a tapa. E Vitão era um dos mais assediados. Tenho a confirmação de que o PSDB tinha a intenção de disputar a filiação de Vitão, mas tucanos mais antigos do partido foram contrários temendo eleger Vitão e eles ficarem de fora. Isso criou um mal estar no ninho tendo gente dizendo que quando se pensa mais em si próprio do que no partido, a chance de dar tudo errado é grande. Seja como for, no final da tarde desta terça-feira (01/09) o mistério acabou. O vereador Fernando Dini (o segundo mais votado em 2012) convenceu o amigo de que no PMDB suas chances de ser eleito são bastante grande e o presidente do diretório, Renato Amary, recebeu o pré-candidato de braços abertos.

Comentários

Leia também